Industrialização e desenvolvimento econômico: efeitos da interação entre a manufatura e o investimento fixo // Industrialization and economic development: effects of manufacturing and fixed investment interactions

Adriano Cristian Gewehr, Marcos Tadeu Caputi Lélis

Resumo


Resumo

A pesquisa deste artigo avalia se os efeitos do setor manufatureiro sobre o crescimento econômico são potencializados pelos gastos em investimento. Estudos previamente explorados demonstraram a importância da manufatura ao crescimento; todavia, desconsideraram efeitos de spillovers da formação bruta de capital fixo em conjunto com a manufatura. Assim, esta pesquisa inova para a literatura pertinente ao considerar tal interação, e por fornecer possível interpretação alternativa para a baixa atividade econômica de algumas regiões. Utilizou-se o modelo dinâmico de dados em painel com estimador GMM-DIF, numa amostra com 119 países (96% do PIB mundial), observados de 1996 a 2016. Os resultados são consistentes com a teoria da mudança estrutural. Para cada alteração de 1% da participação manufatureira no PIB, estimou-se um aumento médio na taxa de crescimento do PIB per capita que pode variar de 0,30% a 0,81%, enquanto os valores da formação bruta de capital fixo transitam entre a média e muito próximos do máximo da amostra. Confirmou-se, assim, o efeito spillover da acumulação de capital, aumentando os impactos da manufatura sobre o crescimento econômico da região. A importância da manufatura para o crescimento foi ratificada.

===============

Abstract

This research evaluates whether the effects of the manufacturing sector on economic growth are enhanced by investment spending. Previous studies have shown the importance of manufacturing to growth; however, they have disregarded spillover effects of gross fixed capital formation in conjunction with manufacturing. Thus, this study innovates the relevant literature by considering such interaction, and by providing possible alternative interpretations for the low economic activity of certain regions. It used the dynamic panel data model with GMM-DIF estimator in a sample with 119 countries (96% of world GDP), observed from 1996 to 2016. The results are consistent with structural change theory. For each 1% change in the manufacturing share of GDP, an average increase in the GDP per capita growth rate was estimated to range from 0.30% to 0.81%, while the gross fixed capital formation values ranged between the average and very close to the sample maximum. Thus, the spillover effect of capital accumulation was confirmed, increasing the impacts of manufacturing on the region’s economic growth. The importance of manufacturing for growth was confirmed.


Palavras-chave


manufatura; formação bruta de capital fixo; investimento; crescimento econômico // manufacturing; gross fixed capital formation; investment; economic growth

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Adriano Cristian Gewehr, Marcos Tadeu Caputi Lélis

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br