Percepção de Auditores das Big Four sobre o Novo Relatório de Auditor Independente

Ítalo Carlos Soares do Nascimento, Ana Jeniffer Rebouças Maia, Magali Carvalho Façanha, Ana Paula Moreno Pinho

Resumo


As demonstrações financeiras das companhias do ano 2016 foram submetidas a um novo conjunto de Normas Brasileiras de Contabilidade de Auditoria Independente (NBC TA), editadas pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC). Esse conjunto é representado por seis normas que compõem o chamado Novo Relatório do Auditor Independente (NRA). Dentre tais normas, destaca-se a NBC TA 701, que dispõe sobre a comunicação dos principais assuntos de auditoria no relatório do auditor independente. A partir dessa norma, os auditores passaram a evidenciar os pontos considerados de maior relevância no processo de auditoria da empresa, relatando as razões pelas quais foram considerados relevantes, como foram conduzidos os processos de análises e as suas respectivas conclusões. Destarte, o objetivo do presente trabalho consiste em analisar a percepção de auditores das Big Four sobre o Novo Relatório de Auditor Independente após a emissão da NBC TA 701. A pesquisa foi conduzida pelo método exploratório e qualitativo, através de entrevistas semiestruturadas com seis auditores. Os dados foram analisados através da análise de conteúdo. Os resultados apontam que o relatório dos auditores independentes se tornou mais informativo e melhorou a comunicação dos auditores com os órgãos de governança corporativa. Além disso, revelam que as principais barreiras encontradas foi fazer com que os clientes, principalmente as grandes empresas, pudessem entender efetivamente o que estava sendo aplicado nesse primeiro ano de implementação. Por fim, destaca-se que os assuntos de maior relevância e as áreas avaliadas como de maior risco, sob a ótica dos entrevistados, são sempre aonde há um maior grau de julgamento por parte deles e que geralmente se faz necessário envolver um especialista.


Palavras-chave


Auditoria Independente. Relatório de Auditoria. NBC TA 701.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J. E. F. D.; ALMEIDA, J. C. G. D. Auditoria e earnings management: estudo empírico nas empresas abertas auditadas pelas big four e demais firmas de auditoria. Revista Contabilidade & Finanças, v. 20, p. 62-74, 2009.

ALBERTON, L.; MARQUART, A. Parecer da Auditoria das Companhias Listadas no Nível 1 de Governança Corporativa da BOVESPA: uma análise das ressalvas, ênfases e empresas de auditoria entre os anos de 2004 e 2007. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 8, p. 43-55, 2009.

ANTUNES, M. T. P.; GRECCO, M. C. P.; FORMIGONI, H.; MENDONÇA NETO, O. R. A Adoção no Brasil das Normas Internacionais de Contabilidade IFRS: o processo e seus impactos na qualidade da informação contábil. Revista de Economia & Relações Internacionais, v. 10, n. 20, p. 5-19, 2012.

ATTIE, W. Auditoria: conceitos e aplicações. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1998.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOYNTON, W. C.; JOHNSON, R. N.; KELL, W. G. Auditoria. Tradução: José Evaristo do Santos. São Paulo: Atlas, 2002.

BRASIL. Lei n° 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Dispõe sobre as sociedades por ações. Disponível em: .

__________. Lei n° 11.638, de 28 de dezembro de 2007. Altera e revoga dispositivos da Lei no 6.404. Disponível em: .

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2 ed., Porto Alegre: Bookman, 2005.

CÔMITE DE PRONUNICAMENTOS CONTÁBEIS. CPC 00 - Estrutura conceitual para elaboração e divulgação do relatório contábil-financeiro. Brasília, 2011.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Resolução CFC nº 1.055 de 07 de outubro de 2005. Constitui o Comitê de Pronunciamentos Contábeis -- CPC.

__________. NBC T 11: Normas de auditoria independente das demonstrações contábeis. Brasília: CFC, 2003.

__________. NBC TA 200 (R1): Objetivos gerais do auditor independente e a condução da auditoria em conformidade com as normas de auditoria. Brasília: CFC, 2016.

__________. NBC TA 260 (R2): Comunicação com os responsáveis pela governança. Brasília: CFC, 2016.

__________. NBC TA 315 (R1): Identificação e avaliação dos riscos de distorção relevante por meio do entendimento da entidade e do seu ambiente. Brasília: CFC, 2016.

__________. NBC TA 570: Continuidade Operacional. Brasília: CFC, 2016.

__________. NBC TA 700: Formação da opinião e emissão do relatório do auditor independente sobre as demonstrações contábeis. Brasília: CFC, 2016.

__________. NBC TA 701: Comunicação dos principais assuntos de auditoria no relatório do auditor independente. Brasília: CFC, 2016.

__________. NBC TA 705: Modificações na opinião do auditor independente. Brasília: CFC, 2016.

__________. NBC TA 706: Parágrafos de ênfase e parágrafos de outros assuntos no relatório do auditor independente. Brasília: CFC, 2016.

CORDOS, G. S.; FÜLÖP, M. T. Understanding audit reporting changes: introduction of Key Audit Matters. Accounting And Management Information Systems, v. 14, n. 1, p.128-152, 2015.

CUNHA, P. R.; WRUBEL, F.; CHIARELLO, T. C. Deficiências de Auditoria nos Relatórios de Inspeção do PCAOB: Uma Análise das Empresas de Auditoria Brasileiras e Norte Americanas. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 10, n. 3, p. 25-46, 2015.

DANTAS, J. A.; CHAVES, S. M. T.; SILVA, M. R.; CARVALHO, R. P. Determinações de Refazimento/Republicação de Demonstrações Financeiras pela CVM: O Papel dos Auditores Independentes. Revista Universo Contábil, v. 7, p. 45-64, 2011.

DANTAS, J. A.; COSTA, F. M.; NIYAMA, J. K.; MEDEIROS, O. R. Regulação da Auditoria em Sistemas Bancários: Análise do Cenário Internacional e Fatores Determinantes. Revista Contabilidade e Finanças - USP, v. 25, n. 64, p.7-18, 2014.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. O planejamento da pesquisa qualitativa: teoria e abordagens. 2 ed., Porto Alegre: Artmed, 2006.

DUTRA, M.H. Modelo de referência para o relatório final da auditoria independente baseado na abordagem de expectations gap. 2011. 227 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

FIRMINO, J. E.; DAMASCENA, L. G.; PAULO, E. Qualidade da auditoria no Brasil: Um estudo sobre a atuação das auditorias independentes denominadas Big Four. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 5, n. 3, p. 40-50, 2010.

FRANCO, H.; MARRA, E. Auditoria contábil. 4. ed., São Paulo: Atlas, 2009.

GRAY, D. E. Pesquisa no mundo real. 2 ed. Porto Alegre: Penso, 2012.

IBRACON - Instituto dos Auditores Independentes do Brasil. Auditor destaca incerteza no futuro das companhias. 2017. Disponível em: . Acesso em: 06 dez. 2017.

LONGO, C. G. Relatórios de auditoria. São Paulo: Trevisan, 2017.

MARTINS, G. A. Estudo de caso: uma estratégia de pesquisa. São Paulo: Editora Atlas, 2006.

MOREIRA, F. S.; FIRMINO, J. E.; SANTOS, A. D.; SILVA, J. D. G.; SILVA, M. C. Qualidade da Auditoria no Brasil: Um Estudo do Julgamento dos Auditores Independentes na Aderência do Ajuste a Valor Presente nas Companhias de Construção e Engenharia Listadas na BM&FBovespa. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 10, n.1, p. 63-80, 2015.

MURCIA, F.; CARVALHO, L. Conjecturas Acerca do Gerenciamento de Lucros, Republicação das Demonstrações Contábeis e Fraude Contábil. Contabilidade Vista & Revista, v. 18, n. 4, p. 61-82, 2007.

NIYAMA, J. K.; COSTA, F. M.; DANTAS, J. A.; BORGES, E. F. Evolução da Regulação da Auditoria Independente no Brasil: Análise Crítica, a partir da Teoria da Regulação. Advances in Scientific and Applied Accounting, v. 4, p. 127-161, 2011.

______; SILVA, C. A. T. Teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas, 2008.

PIERRE JUNIOR, M. A.; CAMARGO, R. C. C. P.; CAMARGO, R. V. W.; AZEVEDO, N. K.; ALBERTON, L. Pronunciamentos contábeis: um estudo dos relatórios de auditoria das companhias negociadas na BM&FBOVESPA. Revista de Contabilidade e Finanças da Unimep, v. 2, n.2, p. 77-91, 2015.

SÁ, A. L. Curso de auditoria. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

VIANA, M. M. C.; NEGRA, E. M. S. Análise dos Relatórios de Auditoria Externa quanto à Divulgação de Informações e seus Reflexos pela Adoção de Padrões Internacionais de Contabilidade. Revista da Escola de Negócios, n. 1, p. 51-66, 2014.

VIEIRA, M. M. F.; ZOUAIN, D. M. Pesquisa qualitativa em administração: Teoria e prática. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2005.




DOI: https://doi.org/10.21446/scg_ufrj.v0i0.15913

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Ítalo Carlos Soares do Nascimento, Ana Jeniffer Rebouças Maia, Magali Carvalho Façanha, Ana Paula Moreno Pinho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores: 

Directory of Open Access Journals SPELL Scholar EBSCO

 
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vínculo Institucional:

Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis 
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) 
Av. Pasteur, 250 - Urca - Rio de Janeiro - 22.290-240 
Tel./Fax: (21) 3938-5119

Ficha Catalográfica:

Sociedade, Contabilidade e Gestão [recurso eletrônico]/ Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio de Janeiro. -- v. 1, n. 1, 2° semestre de 2006 -- Rio de Janeiro: UFRJ, 2006-.v. 
Quadrimestral 
Semestral 2006-2012
ISSN 1982-7342

1. Contabilidade e Gestão. I. Universidade Federal do Rio de Janeiro -- Faculdade de Administração e Ciências Contábeis.