Balanced Scorecard no Setor Público: uma Análise dos Mapas Estratégicos dos Ministérios Públicos Estaduais

Melina França Cabral Bemfica, Antônio André Cunha Callado

Resumo


Ao longo das últimas duas décadas, a administração do setor público tem sofrido diversas transformações na busca por melhoria de sua eficiência, bem como da qualidade dos serviços prestados à sociedade. A gestão estratégica tem sido uma das ferramentas utilizadas pelos Ministérios Públicos brasileiros em busca de maior efetividade da atuação ministerial. Nesse sentido o Conselho Nacional do Ministério Público realizou o seu primeiro planejamento estratégico, para o período de 2010 a 2015 e construção da agenda estratégica nacional para os Ministérios Públicos brasileiros, ambas utilizando a metodologia do Balanced Scorecard. A presente pesquisa tem por objetivo investigar as peculiaridades e adaptações aos mapas estratégicos utilizados pelos Ministérios Públicos (MP's) Estaduais a partir da adoção da Metodologia do Balanced Scorecard. O Universo da pesquisa foi composto pelos vinte e seis Ministérios Públicos Estaduais. O delineamento operacional da pesquisa realizada possui natureza exploratória, descritiva e documental a partir de informações obtidas através dos sítios eletrônicos dos MP´s. O tratamento das informações coletadas teve um enfoque quali-quantitativo. Do universo pesquisado, vinte e dois Ministérios Públicos estaduais disponibilizaram seus respectivos mapas estratégicos, o que representa a quase totalidade do universo considerado. Os resultados evidenciaram que apesar dos mapas estudados comunicarem a estratégia de entidades que possuem idênticas atribuições, diversas peculiaridades quanto à forma e ao conteúdo foram identificadas, ressaltando a flexibilidade da metodologia do Balanced Scorecard e a necessidade de adaptações às peculiaridades dos MP's como exemplo de instituição pública.


Palavras-chave


Balanced Scorecard; Balanced Scorecard no Setor Público; Controladoria no Setor Público

Texto completo:

PDF

Referências


DE ALMEIDA, Marcus Irineo Carvalho; QUEIROZ, Filipe Lima. Balanced Scorecard como ferramenta do planejamento estratégico na administração pública: O Caso Da Secretaria De Infraestrutura Do Município de Cedro-CE. Artigo apresentado ao Curso de Administração do Centro de Ensino Superior do Ceará para obtenção do grau de bacharel em administração de empresas, 2014.

FELIX, Rozelito; DO PRADO FELIX, Patrícia; TIMÓTEO, Rafael. Balanced Scorecard: adequação para a gestão estratégica nas organizações públicas. Revista do Serviço Público, Vol. 62, n. 1, pp.. 51-74, 2014.

FERNANDES, A. G. Balanced Scorecard aplicado à Administração Pública: uma proposta de planejamento estratégico para o Departamento de Administração e Economia da Universidade Federal de Lavras. 2013. 192 p. Dissertação (Mestrado em Gestão de Organizações Públicas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.

GHELMAN, S. Adaptando o Balanced Scorecard aos preceitos da nova gestão pública. Dissertação (Mestrado em Sistema de Gestão pela Qualidade Total) — Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2006.

JOHANSON, U.; SKOOG, M.; BACKLUND, A.; ALMQVIST, R. Balancing dillemas of the Balanced Scorecard. Accounting, Auditing and Accountability Journal, Vol. 19, n. 6, pp. 842-857, 2006.

KALLÁS, David. Balanced Scorecard: aplicação e impactos. Um estudo com jogos de empresas. Dissertação (Mestrado). São Paulo: FEA/USP, 2003.

KAPLAN, R. AND NORTON, D.P. The balanced scorecard-measures that drive performance, Harvard Business Review, January-February, pp. 71-9, 1992.

__________________.The Balanced Scorecard: Translating Strategy into Action, Harvard Business School Press, Boston, MA, 1996.

LAWRIE, G.; COBBOLD, I. Third-generation balanced scorecard: evolution of an affective strategic control tool. International Journal of Productivity and Performance Management, Vol. 53, n. 7, pp. 611-623, 2004.

MIZRAHI, Saul Eliahú and CANEN, Alberto G.. Gestão estratégica multicultural baseada no Balanced Scorecard em instituições de ensino. Ensaio: aval.pol.públ.Educ. [online]. Vol.20, n.74, pp. 27-49. 2012.

MOORAJ, S.; OYON, D.; HOSTETTLER, D. The Balanced Scorecard: a necessary good or an unnecessary evil? European Management Journal, Vol. 17, n. 5, pp. 481-491, 1999.

PINTO, F.J.S. Gestão da performance e Balanced Scorecad nos serviços públicos. Conocimiento, innovación y emprendedores: Camino al futuro, Coord. Juan Carlos Ayala Calvo, Espanha: Universidad de La Rioja, 2007.

SANTOS, G. M. A. Desempenho Organizacional no Setor Público e Balanced Scorecard: Um Estudo de Caso. Revista Científica Semana Acadêmica, Vol. 01, p. 1, 2014.

YONEZAWA, Debora Patricia; DO CARMO, Michele Aparecida Silva; DE SOUZA, Renata Romero. Aplicabilidade do Balanced Scorecard no Setor Público: um estudo sobre sua viabilidade na prefeitura do município de Londrina/PR. Revista de Estudos Contábeis, Vol. 2, n. 3, p. 3-13, 2012.




DOI: https://doi.org/10.21446/scg_ufrj.v0i0.16906

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Melina França Cabral Bemfica, Antônio André Cunha Callado

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores: 

Directory of Open Access Journals SPELL Scholar EBSCO

 
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vínculo Institucional:

Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis 
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) 
Av. Pasteur, 250 - Urca - Rio de Janeiro - 22.290-240 
Tel./Fax: (21) 3938-5119

Ficha Catalográfica:

Sociedade, Contabilidade e Gestão [recurso eletrônico]/ Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio de Janeiro. -- v. 1, n. 1, 2° semestre de 2006 -- Rio de Janeiro: UFRJ, 2006-.v. 
Quadrimestral 
Semestral 2006-2012
ISSN 1982-7342

1. Contabilidade e Gestão. I. Universidade Federal do Rio de Janeiro -- Faculdade de Administração e Ciências Contábeis.