Características da Movimentação dos Trabalhadores na Área Contábil no Período de 2008 a 2017

Caroline Sulzbach Pletsch, Cleonice Witt, Marcia Zanievicz da Silva, Nelson Hein

Resumo


O estudo teve por objetivo analisar as características que explicam a movimentação dos trabalhadores na área contábil no período de 2008 a 2017. Trata-se de um estudo descritivo, documental e quantitativo. Faz parte da amostra as movimentações de pessoas admitidas e desligadas no Brasil, declaradas no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), ocorridas nas atividades de Contabilidade, Consultoria, Auditoria Contábil e Tributária. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e regressão logística binária, com o uso do software SPSS®. Os resultados demonstraram que das movimentações ocorridas, 53,4% referem-se a admissão, enquanto 46,6% são de desligamento. As características encontradas com maior frequência para essas movimentações foram: empresas com 4 a 49 funcionários, que de acordo com o Sebrae se enquadram como Microempresa  e Empresa de Pequeno Porte; trabalhadores com ensino médio completo, superior incompleto e superior completo; 44 horas contratadas semanalmente;  trabalhadores com faixa etária entre 16 a 35 anos; 67% do sexo feminino; salários mensais enquadrados até 2.000 reais; desligamentos entre 1 a 24 meses de trabalho na empresa. Por fim, identificou-se que as características: tamanho do estabelecimento, quantidade de horas contratuais por semana, idade do trabalhador, salário mensal, sexo e tempo de emprego do trabalhador explicam a movimentação dos trabalhadores na área contábil no período de 2008 a 2017, no que se refere ao seu desligamento.


Palavras-chave


Admissão; Demissão; Área Contábil.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBRECHT, W. S.; SACK, R. J. Accounting education: charting the course through a perilous future. Sarasota, Flórida: American Accounting Association, 2000.

ARANYA, N.; MEIR, E. I.; BAR-ILAN, A. An empirical examination of the stereotype accountant based on Holland’s theory. Journal of Occupational Psychology. v 51, n 2, p 139-145, 1978.

AZEVEDO, R. F. L. Percepção pública sobre os contadores: “Bem ou mal na foto”? 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Departamento de Contabilidade e Atuária da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, USP, São Paulo, 2010.

AZEVEDO, R. F. L.; CORNACCHIONE JUNIOR, E. B. Ética profissional contábil: Uma análise visual da percepção pública. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade. v. 6, n. 1, p 19-37, 2012.

BEUREN, I. M.; FACHINI, G. J.; NASCIMENTO, S. Evidências de isomorfismo nas funções da controladoria das empresas familiares têxteis de Santa Catarina. In: XVI Congresso Brasileiro de Custos, 2009, Fortaleza-CE. Anais... Fortaleza-CE: XVI CBC, 2009.

BORINELLI, Márcio L.; SOUZA, Bruno C. de. As funções de controladoria: um estudo a luz dos anúncios das empresas de recrutamento de profissionais. In: XVI Congresso Brasileiro de Custos, 2009, Fortaleza-CE. Anais... Fortaleza-CE: XVI CBC, 2009.

BOUGEN, P. D. Joking apart: the serious side to the accountant stereotype. Accounting, Organizations and Society. v. 19, n. 3, p. 319-335, 1994.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Quanto somos. Disponível em . Acesso em: 20 jun. 2018.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Resolução CFC nº 560/83. Dispõe sobre as prerrogativas profissionais de que trata o artigo 25 do Decreto-lei nº 9.295, de 27 de maio de 1946. Brasília, DF, 28 out. 1983. Disponível em . Acesso em: 20 jun. 2018.

DORAN, D. T. BROWN, C. A. The future of the accounting profession. Journal of State Taxation, 2001.

ECKERT, A. Comprometimento com a organização e com a profissão: um estudo multidimensional em empresas de serviços contábeis. 2005. 125 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Programa de Pós Graduação em Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

ECKERT, A.; ORSSO, G.C.; MECCA, M. S.; BIASIO, R. Causas da rotatividade de empregados em escritórios contábeis: um estudo multicaso. Revista Ambiente Contábil, v. 9, n. 2, p. 80-100, 2017.

FARIA, A. C.; QUEIROZ, M. R. B. de. Demanda de profissionais habilitados em contabilidade internacional no mercado de trabalho na cidade de São Paulo. Universo Contábil, v. 5, n. 1, p. 55-71, 2009.

HAIR JR., J. F.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L.; BLACK, W. C. Análise Multivariada de Dados. 5 ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HALL, M.; SMITH, D. Mentoring and turnover intentions in public accounting firms: a research note. Accounting, Organizations and Society. n. 34, p. 695-704, 2009.

HOOPER, K.; KEARINS, K.; WELLS, P. Tax agent, bean counter or cost controller: What do clients think of their accountants. In: Congresso AFAANZ CONFERENCE, 2009, Austrália. Anais...Austrália: AFAANZ CONFERENCE

IBADIN, L. A.; OYAKHIROMHE, A. B. The development of accounting in Nigeria (with special emphasis on the key role players in education, training and practice. Knowledge Review. v. 20, n. 1, 2010.

INTERNACIONAL FEDERATION OF ACCOUNTANTS. Study finds accountants contribute a half trillion dollars to global economy. Disponível em http://www.ifac.org/news-events/2015-11/ifac-study-shows-accountancy-strongly-linked-prosperity-improved-living. Acesso em 19 jun 2018.

KOHLMEYER III, J. M; PARKER, R. J. Organizational justice and turnover in public accounting firms: a research note. Accounting, Organizations and Society, n. 30, p. 357-369, 2005.

LEMES, D. F.; MIRANDA, G. J. Habilidades profissionais do contador preconizadas pela IFAC: Um estudo com profissionais da região do triângulo mineiro. Advances in Scientific and Applied Accounting. v. 7, n. 2, p. 293-316, 2014.

LUIZ, L. C.; SCHMIDT NETO, A. A atuação do profissional contábil como trabalhador do conhecimento: um estudo exploratório. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 7, n. 20, p. 71-90, 2008.

NOURI, H.; PARKER, R. J. Career growth opportunities and employee turnover intentions in public accounting firmas. The British Accounting Review, n. 45, p. 138-148, 2013.

PARKER, L. D. Goodbye, number cruncher! Australian CPA. v. 77, n. 2, p. 50-52, 2000.

PATIAS, T. Z.; WITTMANN, M. L.; LISZBINSKI, B. B.; BALESTRERI, A. S.; da COSTA, C. F. Custos da rotatividade de pessoal: evidências no setor de supermercados. Revista de Administração, Contabilidade e Economia. v. 14, n. 1, p. 143-170, 2015.

REIS, M. C. Uma descrição das ocupações no Brasil a partir de informações sobre as atividades normalmente desempenhadas pelos trabalhadores. Mercado de Trabalho. n 60, p. 45-51, 2016.

SALAMIN, A.; HOM, P. W. In search of the elusive u-shaped performance-turnover relationship: are high performing Swiss bankers more liable to quit? Journal of Applied Psychology, n. 90, p. 1204-1216, 2005.

SANTOS, A.; SOUSA, W. D.; BERNARDES, J. R.; CHAVES, V. S.; SANTOS, J. S. Mercado de trabalho para o profissional de contabilidade: perfil e oferta de vagas na região nordeste do Brasil. Revista Mineira de Contabilidade, v. 16, n. 2, p. 51-61, 2015.

SEBRAE. Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa. Disponível em < https://m.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Anuario%20do%20Trabalho%20nos%20Pequenos%20Neg%C3%B3cios%202016_.pdf>. Acesso em 30 de janeiro de 2019.

VIANA FILHO, J. R.; GUIMARAES, Á. V. S.; GOMES, K. L. S.; NIVEIROS, S. I. Custo da rotatividade de pessoal: um estudo de caso em uma empresa da construção civil na cidade de Rondonópolis-MT. In: Congresso Brasileiro de Custos, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: CBC, 2011.

WENG, Q.; MCELROY, J. C. Organizational career growth, affective occupational commitment and turnover intentions. Journal of Vocational Behavior, v. 80, n. 2, p. 256-265, 2012.




DOI: https://doi.org/10.21446/scg_ufrj.v0i0.24010

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Caroline Sulzbach Pletsch, Cleonice Witt, Marcia Zanievicz da Silva, Nelson Hein

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores: 

Directory of Open Access Journals Scholar  EBSCO   

 
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vínculo Institucional:

Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis 
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) 
Av. Pasteur, 250 - Urca - Rio de Janeiro - 22.290-240 
Tel./Fax: (21) 3938-5119

Ficha Catalográfica:

Sociedade, Contabilidade e Gestão [recurso eletrônico]/ Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio de Janeiro. -- v. 1, n. 1, 2° semestre de 2006 -- Rio de Janeiro: UFRJ, 2006-.v. 
Quadrimestral 
Semestral 2006-2012
ISSN 1982-7342

1. Contabilidade e Gestão. I. Universidade Federal do Rio de Janeiro -- Faculdade de Administração e Ciências Contábeis.