Guerra Híbrida na América do Sul: uma definição das ações políticas veladas

Bernardo Salgado Rodrigues

Resumo


O presente artigo busca analisar os parâmetros e as características principais dessa nova modalidade de disputa, a Guerra Híbrida. A partir da hipótese central de que essa nova contenda geopolítica se insere de forma velada na América do Sul, será realizado um estudo realista, com a metodologia qualitativa proposta por Korybko (2018), transplantando-a para o contexto sul-americano. Assim, busca-se elucidar e compreender suas características principais, seu funcionamento e a sua amplitude, com a finalidade de contribuir na elaboração de eficientes estratégias de neutralização. O trabalho divide-se em duas subdivisões: na primeira parte, busca-se realizar um breve preâmbulo da atuação dos Estados Unidos em território sul-americano no século XXI; na segunda, uma definição conceitual e empírica da Guerra Híbrida, analisando suas características, objetivos, protagonistas e modelos.


Palavras-chave


Guerra Híbrida; Estados Unidos; América do Sul; Guerra de 4ª Geração

Texto completo:

PDF Remoto

Referências


ANDERSON, Perry. A política externa norte-americana e seus teóricos. São Paulo: Boitempo, 2015.

BANDEIRA, Luiz Alberto Moniz. A desordem mundial: o espectro da total dominação: guerras por procuração, terror, caos e catástrofes humanitárias. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

BRUCKMANN, Monica. Recursos naturais e a geopolítica da integração sul-americana. In: VIANA, André Rego; BARROS, Pedro Silva; CALIXTRE, André Bojikian (Org.).Governança Global e a integração da América do Sul. Brasília: Ipea, 2011. p. 197-246.

CABRAL, Severino. Os Estados Unidos, a América Latina e o mundo do século XXI: forjando um novo espaço geopolítico. Austral: Revista Brasileira de Estratégia e Relações Internacionais, Porto Alegre, v. 4, n. 8, p.9-20, 2015.

CLAUSEWITZ, Carl Von. Da Guerra. Tradução do inglês para o português CMG (RRm) Luiz Carlos Nascimento e Silva do Valle, 1832.

COLOMBO, Sandra; FRECHERO, J. Ignacio. Yes we can?: A política externa de Obama para a América Latina: da decepção à autonomização da região. Contexto Internacional, Rio de Janeiro, v. 34, n. 1, p.189-222, 2012.

COSTA, Flávio Pietrobon. Interesses geoeconômicos escusos como ameaça ao Brasil no século XXI. Revista Brasileira de Estudos Estratégicos, Niterói, v. 8, n. 15, p.183-204, jan./jun. 2016.

FIORI, José Luis. Epílogo - Ética cultural e guerra infinita. In: FIORI, José Luis (Org.). Sobre a guerra. Petrópolis: Vozes, 2018. (pp. 397-404).

FIORI, José Luís. O poder global e a nova geopolítica das nações. São Paulo: Boitempo Editorial, 2007.

FIORI, Jose Luis. História, estratégia e desenvolvimento: para uma geopolítica do capitalismo. São Paulo: Boitempo, 2014.

KELLY, Philip. Checkerboards and Shatterbelts: The geopolitics of South America. Austin: University Of Texas Press, 1997.

KORYBKO, Andrew. Guerras híbridas das revoluções coloridas aos golpes. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

LIND, Wiliam. Compreendendo a Guerra de Quarta Geração. Military Review – Combined Arms Center Military Review, Jan./fev., 2005.

PECEQUILO, Cristina Soreanu. A América do Sul como espaço geopolítico e geoeconômico: o Brasil, os Estados Unidos e a China. Carta Internacional, Belo Horizonte, v. 8, n. 2, p.100-115, jul./dez. 2013.

PECEQUILO, Cristina Soreanu. Os Estados Unidos e o século XXI. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

PECEQUILO, Cristina Soreanu. A política externa dos Estados Unidos: continuidade ou mudança?. Porto Alegre: Ufrgs Editora, 2003.

RODRIGUES, Bernardo Salgado. De Monroe a Obama: a América Latina como zona geoestratégica dos Estados Unidos. Oikos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 17, p.23-37, 2018.

SHARP, Gene. From dictatorship to democracy: a conceptual framework for liberation. New York: The New Press, 2012.

TZU, Sun. A arte da guerra. São Paulo: Golden Books, 2007.

UNITED STATES. National Security Strategy of the United States of America: Administration of Donald John Trump. Washington, D.C. Press, Dec., 2017.

UNITED STATES. National Security Strategy: Administration of Barack Hussein Obama. Washington, D.C. Press, May, 2010.

VISACRO, Alessandro O Desafio da Transformação.. Military Review. Ed. Brasileira. Kansas-USA: Março-Abril, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.