A katábasis de Orfeu no Brasil, por Cacá Diegues

Igor Barbosa Cardoso

Resumo


O mito de Orfeu foi reelaborado diversas vezes pelo cinema brasileiro. Procura-se contrapor a katábasis produzida por Cacá Diegues a de Marcel Camus, com Orphée Noir (1958), em dois momentos, em A cidade grande (1966) e Orfeu (1999). Argumenta-se que o bandido social e o traficante de drogas são personagens centrais para a produção de distintas composições do inferno feitas por Diegues.

Palavras-chave


Cacá Diegues; Recepção da cultura clássica; Bandido social; Traficante de drogas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v5i1.10173

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Igor Barbosa Cardoso

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.