Hilgard O'Reilly Sternberg, um Pioneiro nas Pesquisas das Questões Ambientais no Brasil

Gerd Kohlhepp

Resumo


No final dos anos 1930 surgiu no Brasil a primeira geração de geógrafos formados no país; no entanto, caso quisessem cursar uma pós-graduação tinham que ir para a Europa ou os Estados Unidos, uma situação que perdurou até a década de 1960. Entre esses pioneiros encontrava-se Hilgard O'Reilly Sternberg, que assumiu a Cátedra de Geografia do Brasil na Universidade do Brasil no Rio de Janeiro e, mais tarde, o cargo de Vice-Presidente da UGI, impulsionando a interligação internacional da geografia brasileira. Paralelamente a seus outros focos de pesquisa, O'Reilly Sternberg foi um dos representantes mais excepcionais da pesquisa sobre as condições naturais e humanas das regiões das florestas tropicais da Amazônia. Ele reconheceu que somente através do método holístico seria possível a pesquisa sobre os conflitos homem-meio ambiente existentes do Brasil. A partir de 1964, em Berkeley, Califórnia, O'Reilly Sternberg criou as bases para uma pesquisa fundamental, a avaliação das possibilidades de um desenvolvimento regional sustentável no Brasil, com a inclusão do know-how da população da região de modo a garantir a identidade regional diante da influência do planejamento regional estatal mal orientado e da globalização. Com alta perícia especializada, ética científica e consciência crítica, ele contribuiu para o reconhecimento e renome internacional da pesquisa geográfica brasileira.


Palavras-chave


Hilgard O'Reilly Sternberg; Centro de Pesquisas de Geografia do Brasil da UFRJ; Universidade de Califórnia em Berkeley, EUA; Geografia do Brasil, Amazônia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Gerd Kohlhepp

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN: 2237-3071