As Mudanças da Paisagem e sua Influência na Dinâmica do Risco de Erosão na Cidade de Xai-Xai, Moçambique

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2020.30686

Palavras-chave:

Mudanças da Paisagem, Riscos Ambientais, Sensoriamento Remoto, Análise Temporal, Cidade de Xai-Xai

Resumo

Este artigo é resultado da dissertação que objetivou analisar as mudanças paisagísticas e os riscos ambientais associados que ocorrem na cidade de Xai-Xai, sul de Moçambique. Assim, recorreu-se à pesquisa bibliográfica para desenvolver o estado de arte, seguida pela observação das características da paisagem e o método cartográfico. Foram técnicas de coleta de dados: a entrevista não estruturada, o sensoriamento remoto para análises multitemporais das imagens Landsat 5 e 8, classificadas no ArcGis 10.3 e Qgis 2.18, para se produzir a cartografia temática. Para a análise dos riscos, convergiu-se a metodologia de Rossi, com a “Análise Ponderada Hierárquica”. Concluiu-se que a área habitada avança sobre as outras na cidade de Xai-Xai, fixada em 58% ou 80.9 km2 da superfície da cidade. O homem é o agente na mudança da paisagem, através da ocupação desordenada dos espaços e remoção da vegetação. Sugere-se políticas públicas sadias, tendo em vista as suas potencialidades e fragilidades, através da espacialização da especialização.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Nogar Tomás Boca, Universidade Pedagógica de Maputo

Mestre em Gestão Ambiental – Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente; Departamento de Ambiente e Desenvolvimento

Downloads

Publicado

2020-10-22

Como Citar

BOCA, Nogar Tomás. As Mudanças da Paisagem e sua Influência na Dinâmica do Risco de Erosão na Cidade de Xai-Xai, Moçambique. Espaço Aberto, Rio de Janeiro, Brasil, v. 10, n. 2, p. 87–105, 2020. DOI: 10.36403/espacoaberto.2020.30686. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/EspacoAberto/article/view/30686. Acesso em: 13 jun. 2024.