Gestão Ambiental Portuária Desafios, Possibilidades e Inovações em um Contexto de Globalização

Dione Iara Silveira Kitzmann, Milton Lafourcade Asmus, Pedro Henrique Wisniewski Koehler

Resumo


A atividade portuária, caracterizada como um sistema ambiental portuário, possui uma importância destacada no âmbito das zonas costeiras em que se insere. A elevada capacidade de controlar ou influenciar atividades que correm na mesma área geográfica faz com que os portos gerem impactos ambientais positivos e negativos significativos. Tal importância relativa e a constatada expansão observada do setor portuário brasileiro geram a necessidade de que suas atividades sejam ordenadas por iniciativas de Gestão Ambiental Portuária (GAP), em fase com padrões ambientais internacionalmente aceitos. O presente artigo discute elementos aninhados no conceito da gestão ambiental
portuária, tendo em conta a nova realidade portuária brasileira e algumas referências modelares internacionais, referentes a ações ambientalmente adequadas para o setor. Na análise realizada, são tomadas em conta considerações atreladas às novas propostas
tecnológicas internacionais e à realidade da política portuária brasileira. Nesse contexto, o porto de Rio Grande, Rio Grande do Sul, foi trabalhado como um estudo de caso, exemplificando sua estrutura e o modelo de gestão ambiental portuária que tenta implementar.


Palavras-chave


gestão ambiental, porto de Rio Grande, política portuária

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2014.3308

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Dione Iara Silveira Kitzmann, Milton Lafourcade Asmus, Pedro Henrique Wisniewski Koehler

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 2237-3071