Análise Geoambiental do Parque Natural Municipal Lagoa do Frio-Canindé de São Francisco -- Sergipe

Heloisa Thais Rodrigues de Souza, Douglas Vieira Gois, Wandison Silva Araujo, Rosemeri Melo e Souza

Resumo


A caatinga apresenta uma rica diversidade fitogeográfica, contudo, a acelerada retirada da cobertura vegetal original tem gerado processos de degradação ao bioma. Nesse sentido, o presente artigo objetivou analisar a relação entre os condicionantes climáticos, pedológicos e fitogeográficos e seu papel na regeneração da caatinga localizada na Unidade de Conservação (UC) Parque Municipal Lagoa do Frio, localizada no Alto Sertão Sergipano. Para alcançar tal intento, foram realizados os seguintes procedimentos: revisão bibliográfica e visitas a campo com estabelecimento de transectos, parcelas longitudinais de 50 x 50 m, onde foram coletados e analisados dados climatológicos, solos e diversidade florística. Pode-se destacar que os geoambientes analisados são sínteses das condições edafoclimáticas presentes na UC. demais, enfatiza-se a importância das análises dos níveis de regeneração natural dos geoambientes presentes nesse domínio paisagístico, tendo em vista sua utilização de maneira sustentável.


Palavras-chave


Caatinga; Geoambientes; Fitogeografia; Regeneração.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2016.3630

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Heloisa Thais Rodrigues Rodrigues de Souza, Douglas Vieira Vieira Gois, Wandison Silva Silva Araujo, Rosemeri Melo Melo e Souza

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 2237-3071