Petrografia, Isótopos Estáveis e Geocronologia das Rochas de Praia Beachrocks do Litoral do Estado do Rio de Janeiro, Sudeste Brasileiro

Julia Varella Malta, João Wagner Alencar Castro

Abstract


As rochas de praia (beachrocks) marcam linhas de costa pretéritas e a constituição sedimentar de paleopraias. Em ambiente de micromarés definem com precisão a posição do nível médio do mar na ocasião do processo deposicional. No segmento central voltado para o quadrante sul do litoral do Estado do Rio de Janeiro foram identificadas diversas ocorrências de beachrocks entre a Ilha do Cabo Frio (Arraial do Cabo) e a Praia da Barra da Tijuca (Rio de Janeiro), entre a altitude de 1,5 m e a profundidade de - 5,0 m. Nesse trabalho são apresentados novos dados petrográficos, isotópicos e geocronológicos envolvendo essas rochas. Foram identificadas em três categorias em relação ao ambiente de formação: (a) precipitação de calcita magnesiana decorrente de temperaturas elevadas da água do mar; (b) precipitação de calcita magnesiana a partir da mistura de água subterrânea com água do mar e (c) precipitação da calcita magnesiana da água capilar em sedimentos. Dados ao radiocarbono sugerem que os beachrocks foram litificados entre 11.940 - 11.240 a 3130 - 2860 cal anos AP. Este intervalo de tempo denota temperatura da água do mar mais elevada, favorecendo à precipitação da calcita magnesiana e a cimentação dos beachrocks.

Keywords


Petrografia de beachrocks; Isótopos estáveis de δ18O e δ13C; Cimentação e litificação em beachrocks; Datações ao radiocarbono; Variação do nível relativo do mar



DOI: https://doi.org/10.11137/2018_1_232_244

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.