Análise da Aptidão à Ocupação Urbana da Microbacia do Córrego do Rosário (Descalvado, São Paulo, Brasil)

Eliezer Bernardes Inêz, Reinaldo Lorandi

Resumo


O desordenado processo de ocupação urbana, tem se apresentado como um problema socioambiental. Logo, estudos voltados para a determinação de áreas adequadas para o processo de ocupação urbana se mostram necessários. Neste contexto, o presente trabalho, que tem como área de estudo a microbacia do córrego do Rosário (Descalvado, SP, Brasil), apresenta uma proposta de zoneamento geoambiental, gerado a partir de geotecnologias, documentos cartográficos temáticos em escala 1:10.000 e trabalhos de campo, onde se buscou analisar as aptidões e suscetibilidades do terreno da microbacia frente ao processo de ocupação urbana. A integração dos dados gerados subsidiou a elaboração da Carta de Zoneamento Geoambiental Aplicado à Aptidão à Ocupação Urbana que compartimenta a área de estudo de 15.89 km², nas seguintes classes: áreas propícias (60,46%), áreas pouco favoráveis (10,86%) e áreas impróprias (2,96%) à ocupação urbana.

Palavras-chave


Recursos hídricos; Zoneamento geoambiental; Cartografia temática

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.11137/2018_2_05_13

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank