Ocorrência da Icnoespécie Nihilichnus nihilicus Mikulás, Kadlecová, Fejfar & Dvorák (2006) em Vértebra de Crocodylia da Formação Solimões (Mioceno Superior da Bacia do Acre)

Enrico Dalmas Baggio Di Gregorio, Hermínio Ismael de Araújo Júnior

Resumo


Os aspectos icnológicos relacionados a substrato ósseo da Formação Solimões (Mioceno superior da Bacia do Acre) ainda são pouco conhecidos. Um estudo tafonômico recente dos fósseis desta unidade disponíveis no acervo do Museu de Ciências da Terra da Companhia de Pesquisa em Recursos Minerais (MCT/CPRM) revelou uma vértebra de Crocodylia com uma feição de origem biogênica. Este trabalho descreve tal feição e estabelece uma caracterização icnotaxonômica do traço fóssil, associando-o a um possível produtor. A icnoespécie Nihilichnus nihilicus é reportada pela primeira vez para a Formação Solimões, correspondendo a um traço fóssil observado em vértebra dorsal posterior de um Crocodylia de grande porte. Purussaurus é o provável produtor do traço observado, não sendo possível discernir se a gênese do icnofóssil está relacionada a predação ou necrofagia.

Palavras-chave


Icnologia; Tafonomia; Paleoecologia; Purussaurus, Neógeno

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.11137/2020_1_408_413

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank