A ARQUIVOS E MOVIMENTO DE ENERGIA RENOVADA

João Pedro Werneck de Castro

Resumo


A ARQUIVOS E MOVIMENTO DE ENERGIA RENOVADA.

            É com imenso prazer que apresento aos leitores os novos editores de área da Arquivos em Movimento. Editores jovens e produtivos que injetarão o combustível necessário para que a revista possa seguir no seu caminho de se tornar um veículo de divulgação científica em âmbito nacional nas diferentes vertentes da Educação Física e Dança. Seguindo os nossos objetivos de ampliar a atuação da AM pelo Brasil, o novo corpo de editores não é composto apenas por professores doutores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), berço da revista, ou restrito ao Estado do Rio de Janeiro. A nova força-tarefa é composta também por professores-pesquisadores da Universidade Federal do Vale do São Francisco, Universidade de Pernambuco e do instituto de pesquisa internacionalmente conhecido, Gustave Roussy, situado na cidade de Paris, França.

            Sejam bem-vindos!

            Vejam uma breve descrição da formação e produção dos novos editores no final deste editorial.

O presente número da revista traz as duas primeiras revisões escritas por grupos de pesquisa consolidados atendendo nosso convite e que se dispuseram a escrever um texto profundo e crítico nas suas respectivas áreas de atuação. Os editores da Arquivos em Movimento agradecem o tempo dispendido e esperam que os leitores aproveitem a oportunidade para ler, aprender e refletir a partir dessas revisões. A primeira delas versa sobre o tão badalado e inovador treinamento intervalado de alta intensidade, que ganhou notoriedade nos últimos anos por induzir adaptações fisiológicas importantes com tão curto tempo de atividade física. O grupo liderado pela professora Verônica Salerno realizou uma criteriosa revisão sobre as evidências científicas atuais e o artigo intitulado “Respostas agudas e adaptações crônicas no metabolismo do tecido muscular esquelético ao treinamento intervalado de alta intensidade: uma abordagem molecular” nos oferece vasto material didático para aplicação nas aulas de educação física. O artigo “Educação Física cultural: carta de navegação” de autoria do professor Marcos Neira oferece elementos que orientam a organização e o desenvolvimento das ações pedagógicas pautadas na perspectiva cultural da Educação Física, através de uma análise dos principais resultados de teses, dissertações, artigos e relatórios disponíveis no portal eletrônico do Grupo de Pesquisas em Educação Física escolar da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo.

 

NOVOS EDITORES DE ÁREA DA ARQUIVOS EM MOVIMENTO

GRANDE ÁREA DE HUMANAS

Diego Luz Moura (http://lattes.cnpq.br/0726163469750495) é professor de Educação Física pelo Centro Universitário da Cidade (2004) e Doutor em Educação Física pela Universidade Gama Filho (2012). Realizou estágio de pós-doutorado em Ciências do Exercício e do Esporte na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2014). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) atuando no curso de graduação de Educação Física e em três cursos de Mestrado: Educação Física, Psicologia e em Ciências da Saúde e Biológicas. É líder do Laboratório de Estudos Culturais e Pedagógicos da Educação Física (LECPEF). Possui experiência no ensino da Educação Física na educação básica tendo atuado na Secretaria Municipal e Estadual de Educação do Rio de Janeiro, ministrando aulas para o ensino infantil, fundamental, médio e EJA. Diego Luz Moura é autor do livro: "Cultura e educação Física escolar: da teoria à prática" publicado pela editora Phorte em 2012, e da coletânea de livros "Dialogando sobre o ensino da educação física" publicado pela editora CRV.

 Marcelo Paula de Melo (http://lattes.cnpq.br/9618187525201061)  é professor de Educação Física pela UFRJ (2001) e Doutor em Serviço Social pela UFRJ (2011). Pesquisador do COLETIVO DE ESTUDOS DE POLÍTICA EDUCACIONAL (UFJF), atua nos campos de políticas públicas de educação, lazer, esporte, política educacional, e teoria social e esporte 

 

GRANDE ÁREA DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Ricardo de Freitas Dias (http://lattes.cnpq.br/7718651811062865) é professor de Educação Física pela Faculdade Presbiteriana Gammon (2001) e Doutor em Biologia Molecular e Funcional pela Universidade Estadual de Campinas (2016). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade de Pernambuco (UPE) atuando no curso de graduação de Fisioterapia e no programa de pós graduação em Hebiatria -- UPE. É líder do laboratório de pesquisa em fisiologia do exercício e pesquisador colaborador do laboratório de metabolismo e pâncreas endócrino do Instituto de Biologia da Unicamp, com experiência em biologia molecular na área de epigenética e exercício físico. Seu laboratório investiga a promoção da saúde da criança e do adolescente. É autor do livro Biologia Molecular aplicada ao Exercício Físico e de artigos publicados em revista internacionais tais como FASEB, Plos One e Journal of the International Society of Sports Nutrition.

Ruy Andrade Louzada Neto (http://lattes.cnpq.br/0259086722456619)  é professor de Educação Física pela EEFD-UFRJ (2009) e Doutor em Ciências (D.Sc) pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ (2015). Atualmente, atua como pesquisador no Instituto Gustave Roussy, na França, e estuda o papel da geração de espécies reativas de oxigênio em condições fisiológicas e patológicas no musculo esquelético. É membro fundador do laboratório de biologia do exercício da EEFD-UFRJ e atuou como professor de cursos de pós-graduação em Medicina do Esporte e de Quiropraxia Esportiva durante 4 anos. Ruy Louzada é autor de 16 artigos internacionais em revistas como Journal of Physiology, Journal of Applied Physiology, Endocrinology, Journal of Endocrinology, Free Radical Biology & Medicine, Cell Transplantation, Hormone and Metabolic Research and American Journal of Physiology.

 

 

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.