O ENSINO DA HISTÓRIA DAS MODALIDADES ESPORTIVAS NOS CURRÍCULOS ESTADUAIS (2005-2015)

Mateus Camargo

Resumo


Esse artigo analisa a abordagem dos conhecimentos históricos das modalidades esportivas em 23 currículos estaduais brasileiros (anos finais do ensino fundamental) publicados entre 2005 e 2015, investigando a sua presença, temas mais indicados e quais as referências conceituais e/ou procedimentos para o seu ensino. O estudo é uma pesquisa qualitativa na qual foram selecionadas as prescrições presentes nos documentos que fazem referência ao ensino da temática em questão. Os principais resultados apontam que: 1) 15 currículos prescrevem o ensino da história das modalidades esportivas; 2) Os currículos do Paraná, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Sul e Espírito Santo assumem referências conceituais e/ou apontam procedimentos para o ensino dos conhecimentos históricos das modalidades esportivas; 3) Os temas de ensino mais frequentes são a origem das modalidades e suas “mudanças no transcurso do tempo”; 4) Os currículos de Goiás, Pernambuco e Amazonas são os únicos que indicam temas de ensino específicos, respectivamente, a história da participação feminina no esporte, dos Jogos Olímpicos e da Educação Física na região Norte. Diante dos dados encontrados percebe-se que as prescrições em questão ainda se encontram limitadas temática e conceitualmente, apesar de consolidadas nos currículos investigados, dificultando sua materialização no contexto da quadra de aula.

Palavras-chave: História; Educação Física escolar; currículos estaduais


Palavras-chave


História; Educação Física escolar; currículos estaduais

Texto completo:

PDF

Referências


ACRE. Orientações curriculares para o ensino fundamental -- Caderno 1 Educação Física. Rio Branco: Secretaria de Estado de Educação, 2010. 63 p.

AMAZONAS. Proposta curricular do ensino fundamental do 1º ao 9º ano. Rede pública estadual. Manaus: Secretaria do Estado da Educação e Qualidade do Ensino, s/a. 224 p.

ANGULSKY, C. M. A disciplina de história da Educação Física na formação inicial: como contar esta história? 2002. 118 p. Dissertação (Mestrado em Educação Física) -- Faculdade de Educação Física, Universidade Federal de Santa Catarina, 2002.

BAHIA. Orientações curriculares e subsídios didáticos para a organização do trabalho pedagógico no ensino fundamental de nove anos - Superintendência de Desenvolvimento da Educação Básica. Diretoria de Educação Básica. Salvador: Secretaria da Educação, 2013.177 p.

BLOCH, M. Apologia da história ou o ofício de historiador. Rio de Janeiro: Zahar Editora, 2002.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: 3º e 4º ciclos: Educação Física. Brasilia: Ministério da Educação/Secretaria de Ensino Fundamental, 1998. 96 p.

____________________________________. Parâmetros Curriculares Nacionais: 1º e 2º ciclos: Educação Física. Brasilia: Ministério da Educação, 1997. 114 p

_____________________________________ Base Nacional Comum Curricular. Terceira versão. Brasília: Ministério da Educação, 2017. 396 p.

CARRETERO, M. Construir e ensinar as ciências sociais e a história. Porto Alegre: Artes Médicas Editora, 1997.

DISTRITO FEDERAL. Currículo em movimento da educação básica. Ensino Fundamental. Anos finais. Brasília: Secretaria de Estado da Educação, 2013. 148 p.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Ensino fundamental: anos finais: área de Linguagens e Códigos/Secretaria da Educação -- Vitória: SEDU, 2009. 128 p.; 26 cm. -- (Currículo Básico Escola Estadual; v. 01)

FORQUIN, J. C. Escola e Cultura: as bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. 1a. ed. Porto Alegre: Ed. ArtMed, 1997.

FREITAS, F. P. R. de. O salto com vara na escola: subsídios para o seu ensino a partir de uma perspectiva histórica. 2012. 189 p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Motricidade Humana) -- Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Neto, 2012.

GANCZ, R. O ensino da história da Educação Física no Brasil: ainda seguimos uma visão linear? In CONGRESSO LUSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. 6o ano. 2008. Anais. Uberlândia-MG, 2008, p.1978-1998.

GINCIENE, G.; MATTHIESEN, S. Q. O sistema de partida em corridas de velocidade do atletismo. Motriz, Vol.18, no.1, Rio Claro, jan./mar. 2012

_______________________________ História das corridas. Coleção História do Atletismo: da teoria à aplicação. Vol. 1. Várzea Paulista: Ed. Fontoura, 2013.

GOELLNER, S. V. A importância do conhecimento histórico na formação de professores de Educação Física e a desconstrução da história no singular. CEFD, Santa Maria. Kinesis, v.30, n.1, Jan/Jun 2012. p.37-55.

GOIÁS. Reorientação curricular do 1º ao 9º ano. Currículo em debate. Expectativas de aprendizagem - convite à reflexão e à ação. Goiânia: Secretaria de Estado de Educação, 2007. 228 p.

MATTHIESEN, S.Q.; GINCIENE, G.; FREITAS, F.P. R. de. Registros da maratona em Jogos Olímpicos para a difusão em aulas de Educação Física. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, Vol.26, n .3, São Paulo, jul/set. 2012.

MATTHIESEN, S. Q.; GINCIENE, G. Fragmentos da história dos 100 metros rasos: teoria e prática. Coleção Pesquisa em Educação Física, Vol. 8, nº 3, Várzea Paulista, ISSN: 1981 -- 4313, p. 181-186, 2009.

MELO, V. A. Porque devemos estudar história da Educação Física/Esportes nos cursos de graduação? In ___________: História da Educação Física e do esporte no brasil: panoramas, perspectivas e propostas. São Paulo: Ibrasa, 1999. p. 23-37.

MATO GROSSO DO SUL. Referencial curricular. Campo Grande: Secretaria de Estado da Educação, 2012. 361 p.

MINAS GERAIS. Proposta Curricular. CBC Educação Física Ensino Fundamental e Médio. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Educação, 2007. 68 páginas.

NUNES, F.S. Perspectivas Metodológicas de Ensino da História dos Esportes. Cadernos de Formação RBCE, v. 8, n. 2, p.59-71, set. 2017.

PARAIBA. Currículo Educação Física para o ensino fundamental. João Pessoa: Secretaria da Educação.,2010. 47 p.

PARANÁ. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Curitiba: Secretaria de Estado da Educação, 2008. 92 páginas.

PERNAMBUCO. Parâmetros para a educação básica do Estado de Pernambuco -- Parâmetros Curriculares de Educação Física -- Ensino Fundamental e Médio. Recife: Secretaria de Educação, 2013. 76 páginas.

PIAUÍ. Matrizes disciplinares do Ensino Fundamental. Caderno 1, Teresina: Secretaria de Estado da Educação e Cultura, 2013. 158 p.

RIO DE JANEIRO. Currículo mínimo Educação Física. Rio de Janeiro: Secretaria de Estado de Educação, 2012. 14 páginas.

RIO GRANDE DO SUL. Referencial Curricular. Lições do Rio Grande. Linguagens, códigos e suas tecnologias Artes e Educação Física. Volume II. 2009. 184 p.

RONDÔNIA. Referencial Curricular Rondônia. Ensino Fundamental. Porto Velho: Secretaria de Estado de Educação, 2013. 280 p.

ROSA, U. Minidicionário Rideel de língua portuguesa. São Paulo: ed. Rideel, 2000.

SACRISTAN, J. G. O curriculo apresentado aos professores. IN ___________ Curriculo: uma reflexão sobre a prática. 1a. ed. Porto Alegre: Ed. ArtMed, 2000, cap. 6, p. 147--163.

SANTA CATARINA. Proposta Curricular de Santa Catarina. Formação integral na educação básica. Florianópolis: Secretaria de Estado da Educação, 2014. 192 p.

SÃO PAULO (Estado). Currículo do Estado de São Paulo: Linguagens, códigos e suas tecnologias/Secretaria da Educação; coordenação geral, Maria Inês Fini; coordenação de área, Alice Vieira. -- 2. ed. -- São Paulo: SE, 2012. 260 p.

SCHMIDT, M.A. Literacia Histórica: um desafio para a educação histórica no século XXI. História e Ensino. Londrina, v. 15, p. 09-22, ago. 2009

SEFFNER, F. Aprender e ensinar História: como jogar com isso? Porto Alegre: Evangraf, 2013.

SERGIPE. Referencial Curricular Rede Estadual de Ensino de Sergipe. Aracaju: Secretaria de Estado de Educação, 2011. 258 p.

SILVA, K. V. e SILVA, M.H. Dicionário de conceitos históricos. 2ª ed. São Paulo: Editora Contexto, 2009.

SOARES, C. L. et al. Metodologia do ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez editora, 1992.

THOMAS, J.R; NELSON, J.K. e SILVERMAN, S.J. Métodos de pesquisa em atividade física. 6ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

TOCANTINS. Referencial Curricular. Ensino Fundamental 1º ao 9º ano. Vol. 2. Palmas: Secretaria de Educação e Cultura., 2009. 402 p.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VIÑAO FRAGO, A. A história das disciplinas escolares. Revista Brasileira de História da Educação, n° 18 set./dez, p. 173-215, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.