A ESTRUTURAÇÃO ATRAVÉS DA COORDENAÇÃO MOTORA

Siomara Aparecida Silva, Jenipher Emanuelle de Lima Campos Zampier, Wanda Maria Costa Braga

Resumo


A estruturação de conteúdos ainda é um fator pouco abordado na educação física, o objetivo deste trabalho foi saber se é possível estruturar o ensino através da coordenação motora com bola. Participaram do estudo 182 escolares de 7 a 15 anos de idade, pertencentes ao Programa Segundo Tempo PST/UFOP (91 do sexo masculino e 87 do sexo feminino) com média de idade de 11,20 À 2,135 anos. As habilidades de chute, lançamento, drible e condução apresentam diferenças entre os sexos e as idades. Quando analisado por idade houve diferença significativa nas habilidades de condução e chute. Esta estruturação possibilita o agrupamento das idades e pode-se considerar a coordenação motora com bola um bom parâmetro de estruturação para as práticas dos jogos esportivos coletivos.


Palavras-chave


Educação Física e Treinamento; Esportes; Destreza Motora;

Texto completo:

PDF 6

Referências


− AZEVEDO JÚNIOR, M. R. D.; ARAÚJO, C. L. P.; PEREIRA, F. M. Atividades físicas e esportivas na adolescência: mudanças de preferências aos longo das últimas décadas. Revista Brasileira de Educação Física e Esportes. São Paulo. v.20, 2006.

− BETTI, M.; LIZ, M. T. F. Educação física escolar: a perspectiva de alunas do ensino fundamental. Revista Motriz. Rio Claro. v.9, 2003.

− BRAUNER, L. M.; VALENTINI, N. C. Análise do desempenho motor de crianças participantes de um programa de atividades físicas. Revista da Educação Física/UEM. Maringá. v.20, 2009.

− COLLET, C. et al. Nível de coordenação motora de escolares da rede estadual da cidade de Florianópolis. Revista Motriz, Rio Claro. v.14, 2008.

− GRAÇA, A. Os contextos sociais do ensino e aprendizagem dos jogos desportivos coletivos. In: UDESC (Ed.). Jogos desportivos: formação e investigação. 1. Florianópolis, v.4, 2013. cap. II, p.512. (Coleção temas em movimento).

− GRECO, P. J. Iniciação Esportiva Universal. Metodologia da iniciação esportiva na escola e no clube. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

− GRECO, P. J.; SILVA, S. A. O treinamento da coordenação motora. In: MANOLE (Ed.). Treinamento Esportivo. São Paulo: SAMULSKI, D.; MENZEL, H. J.; SALES, L., v.1, 2013. cap. 8, p.359.

− GRECO, P. J.; SILVA, S. A.; SANTOS, L. R. Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no Programa Segundo Tempo. In: OLIVEIRA, A. A. B. e PERIM, G. L. (Ed.). Fundamentos pedagógicos do programa segundo tempo: da reflexão a prática. Maringá: Eduem, 2009. p.163-206.

− LOPES, V. P. et al. Estudo do nível de desenvolvimento da coordenação motora da população escolar (6 a 10 anos de idade) da Região Autônoma dos Açores. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Porto. v.3, 2003.

− ______. Motor coordination as predictor of physical activity in childhood. Scandinavian Journal of Medicine e Science in Sports, v. 21, p. 6, 2011.

− PRADO, L. S. Aspectos Fisiológicos associados ao exercício físico crônico e ao treinamento esportivo em crianças e jovens. In: MANOLE (Ed.). Treinamento Esportivo. São Paulo, 2013. cap. 2, p.29-48.

− ROSA NETO, F. et al. A importância da avaliação motora em escolares: análise da confiabilidade da escala de desenvolvimento motor. Revista brasileira de cineantropometria e desempenho humano. v.12, 2010.

− SAKER, A. R. P. M. et al. Avaliação da coordenação corporal pelos escores da bateria de testes ktk em escolares do ensino fundamental. Coleção Pesquisa em Educação Física. v,11 . 2012.

− SILVA, S. A. Bateria de testes para medir a coordenação com bola de crianças e jovens. 2010. 154 (Doutorado). Escola de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre - RS.

− VALDIVIA, A. B. et al. Coordinacion motora: influencia de la idad, sexo, estatus socio-economico y niveles de adiposidad en ninos peruanos. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, v. 10, n. 1, p. 25-34, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556.

Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.