Formação de Recursos Humanos e a necessidade de uma Administração Desportiva Moderna capaz de influir de forma positiva no desempenho da equipe e do atleta

José Maurício Capinussú

Resumo


O voleibol brasileiro, sem que isso implique em minimizar outras modalidades em busca do mesmo
modelo, situa-se indubitavelmente como melhor exemplo de administração bem planejada e bem conduzida,
propiciando sucesso às equipes no âmbito da competição. A partir do instante em que há uma formação específica
e competente capaz de forjar o administrador desportivo, os resultados têm-se mostrado compensadores.
Esta necessidade vem sendo propalada desde 1939, mas até os dias atuais são reduzidas as iniciativas neste
sentido, limitando-se o mercado a instituir alguns cursos de especialização, aperfeiçoamento, extensão e até
MBA, onde impera uma excessiva carga teórica recheada de temas ligados à administração ministrados por
profissionais de alto nível, porém, carentes de uma formação desportiva que os capacite a prestar informações
mais objetivas oriundas de uma vivência prática. Neste trabalho, objetivando contribuir para suprir esta lacuna,
estabelecemos uma proposta de curso ligado à formação do administrador desportivo, além de tecermos uma
série de considerações a respeito de um tema tão importante, porém tão pouco discutido.

 


Palavras-chave


Administração Desportiva, Formação, Objetivo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556.

Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.