A INFLUÊNCIA DE 2 MINUTOS DE RECUPERAÇÃO ENTRE SÉRIES SOBRE O NÚMERO DE REPETIÇÕES MÁXIMAS EM EXERCÍCIOS MONO E BIARTICULARES

Belmiro Salles, Fabrício Miranda Ribeiro, João Paulo Manochio Riscado da Silva, Jefferson da Silva Novaes

Resumo


O intervalo entre séries no treinamento de força (TF) muscular tem influência direta sobre o volume de treinamento. O estudo teve como objetivo verificar o efeito da utilização de 2 minutos de intervalo entre séries nos exercícios supino horizontal (SUP) e tríceps pulley (TRI) sobre o número de repetições máximas (RM) realizado com cargas de 8 RM. Participaram do estudo 13 homens treinados (24 À 3 anos; 76,5 À 12 kg; 179 À 6). Os protocolos de treinamento do SUP e do TRI foram realizados em dias diferentes, sendo executadas três séries até a falha muscular concêntrica, com intervalos de recuperação entre as séries de 2 minutos. Utilizou-se ANOVA para medidas repetidas para verificar as diferenças entre o número de RM entre as séries e o posthoc de Tukey para identificar essas diferenças (p<0,05). Comparando o número de RM no SUP, todas as séries quando comparadas a anterior apresentaram redução significativa (p<0,05), sendo no TRI observada redução significativa somente da primeira para as demais séries. Os dados deste estudo demonstram uma variação da influência de dois minutos de intervalo sobre o número de RM realizadas entre a terceira série de cada exercício.


Palavras-chave


treinamento de força, repetição máxima, intervalo entre séries e falha concêntrica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.