COMPOSIÇÃO CORPORAL EM MULHERES JOVENS EM TREINAMENTO EM MINI-TRAMPOLIM EM SOLO E EM ÁGUA COM 16 SEMANAS DE DURAÇÃO

Paula Tatiane Alonso, Tatiana Coletto dos Anjos, Juliana Paula Leite, Aguinaldo Gonçalves, Carlos Roberto Padovani

Resumo


O objetivo deste estudo foi observar as variações de composição corporal (porcentagem de gordura, massa, índice de massa corpórea, densidade corporal, perímetros de cintura pélvica e quadril e suas relações) em exercícios no mini-trampolim em solo e na água com 16 semanas de duração, três vezes semanais, com 45 minutos. Foram avaliadas 46 mulheres sedentárias, entre 19 e 35 anos de idade (24,21 À 4,30) com avaliações pré e pós-intervenção, comparadas pela técnica de análise de variância para o modelo de medidas repetidas em dois grupos independentes. Não se obtiveram diferenças estatísticas importantes entre os valores registrados nos dois momentos. Busca-se explicar estes resultados, seja pela não adoção de restrição dietética concomitante, seja pelo patamar elevado inicial observado do percentual de gordura. Destaca-se também a peculiaridade metodológica original adotada de periodização com aumento progressivo ao longo do desenvolvimento do treino, da intensidade, velocidade e volume do movimento.


Palavras-chave


Mini-trampolim. Mulheres. Composição corporal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556.

Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.