GRÊMIO DE REGATAS ALMIRANTE TAMANDARÉ: MEMÓRIAS DA FUNDAÇÃO DO PRIMEIRO CLUBE DE REMO “BRASILEIRO” EM PORTO ALEGRE (1903-1923)

Carolina Fernandes Silva, Janice Zarpellon Mazo

Resumo


Os luso-brasileiros uniram-se no princípio do século XX em Porto Alegre para fundar o primeiro clube de remadores “genuinamente brasileiro”: Grêmio de Regatas Almirante Tamandaré. Embora adotando uma prática esportiva trazida pelos imigrantes alemães, esta associação buscava nacionalizar o esporte e afirmar uma identidade brasileira. O remo, como prática esportiva, foi introduzido no Rio Grande do Sul pelos imigrantes alemães, que além de fundarem os primeiros clubes de regatas no Estado utilizaram o associativismo esportivo como forma de preservar sua identidade cultural. O objetivo deste estudo é identificar como os luso-brasileiros reutilizaram as representações culturais para enfatizar uma identidade brasileira em Porto Alegre, através da fundação do Grêmio de Regatas Almirante Tamandaré, no princípio do século XX em Porto Alegre. O processo metodológico adotado foi a pesquisa documental. A fundação da associação esportiva pelos luso-brasileiros revela que estes visavam preservar uma identidade nacional brasileira que valorizava sua cultura, e também foi uma das maneiras encontradas pelos lusos se fixarem no espaço social disputado com os imigrantes alemães e seus descendentes em Porto Alegre. O remo foi utilizado para caracterizar sua presença enquanto brasileiros natos e esportistas que lutavam para afirmar uma identidade nacional brasileira.


Palavras-chave


remo, história do esporte, identidade nacional

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.