EFEITO AGUDO DA ELETROESTIMULAÇÃO TRANSCUTÂNEA ASSOCIADA AO EXERCÍCIO RESISTIDO NA ALTERAÇÃO DA CARGA DE TRABALHO

Érica Queiroz da Silva, Andréa C. Janz Moreira, Ewertton de Souza Bezerra

Resumo


O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito agudo da eletroestimulação transcutânea (ETC) na contração voluntária máxima. O estudo foi composto por 30 indivíduos, divididos em dois grupos: o GAT, composto por praticantes de atividade física e o GTR composto por indivíduos que realizam treinamento contra resistência. No primeiro dia foram obtidos dados antropométricos e o teste de 10 repetições máximas (10RM) para identificar sua carga máxima e no segundo dia houve o reteste de 10RM com auxilio da ETC. Os dados foram descritos utilizando média e desvio padrão, um teste T-student para amostra dependente e independente. Foi utilizado um nível de significância de p < 0,05. Os resultados evidenciaram que para ambos os grupos (GAT e GTF) houve aumento da força total de forma significativa. Embora a variação do ganho de força relativa (∆%) tenha sido maior para o GAT (31,11%) do que no GTF (22,4%). O ganho de força total agudo sofre influências devido à associação da ETC durante a realização do exercício contra resistência, independente das características do grupo


Palavras-chave


eletroestimulação. força muscular. exercício resistido.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.