CARACTERÍSTICAS DE MOTRICIDADE AMPLA DE EDUCANDOS COM PARALISIA CEREBRAL MATRICULADOS EM ESCOLA ESPECIAL

Joyce Ribeiro Rothstein, Thais Beltrame

Resumo


Objetivo: O estudo teve como objetivo caracterizar o perfil motor de educandos com paralisia cerebral matriculados em uma Escola Especial. Método: Trata-se de uma pesquisa quali-quantitativa do tipo estudo multi-casos, tendo como sujeitos 11 educandos de ambos os sexos com idade entre 5 e 24 anos matriculados em uma escola Especial de Palhoça/SC. O perfil motor foi traçado a partir da avaliação da função motora ampla com o Gross Motor Function Measure (GMFM-88) e uma Ficha de Avaliação Fisioterapêutica. Dados referentes a história pré, peri e pós natal foram obtidos através de consulta ao prontuário de cada aluno.Resultados: Observou-se um relevante comprometimento motor nas crianças investigas sendo que os menores escores foram encontrados nos casos de quadriplegia com escores de 1,78%, 13,6% e 0% e quadriparesia com escores de 32,2%,29,86%, 26,8% e 38%. Conclusões: Diante do importante comprometimento motor dos casos em estudo é pertinente enfatizar a importância da intervenção terapêutica individualizada e efetiva na busca constante pelo aprimoramento da qualidade de vida destes educandos. Em concomitância à avaliação qualitativa, destaca-se o uso de instrumentos validados que permitam a quantificação da avaliação motora, tal como o GMFM, de forma a fomentar o registro dos resultados da intervenção fisioterapêutica.


Palavras-chave


escola especial, GMFM, motricidade ampla, paralisia cerebral.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.