REPERCUSSÃO DO EXERCÍCIO FÍSICO NA GESTAÇÃO SOBRE A GRÁVIDA E O RECÉM-NASCIDO

Danielle Franklin Carvalho, Maria Aparecida Alves Cardoso, Marília Carvalho Lima

Resumo


Objetivo: Apresentar evidências disponíveis na literatura científica sobre o efeito do exercício físico durante a gravidez sobre a gestante, o peso e a composição corporal do recém-nascido. Métodos: Foram utilizados artigos científicos das bases de dados LILACS, SciELO, MEDLINE e Cochrane. A busca considerou os descritores: exercício físico, gravidez, peso ao nascer e composição corporal. O critério adotado para inclusão foi a especificidade relativa ao tema, utilizando-se, preferencialmente, as publicações a partir de 2000. Publicações anteriores a este período e consideradas relevantes foram mantidas. Resultados: Embora haja relatos dos benefícios do exercício físico durante a gestação para a grávida, os efeitos sobre o feto permanecem inconclusivos, assim como também não é clara a frequência, intensidade e período de início mais adequado para sua prática. Conclusão: Apesar de algumas inconsistências, acredita-se que o exercício físico, sistematizado e moderado, além de trazer benefícios para a gestante, não causa danos comprovados para o feto.


Palavras-chave


Exercício físico. Gravidez. Peso ao nascer. Composição corporal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.