EXERCÍCIO DE CORRIDA DE ALTA INTENSIDADE ALTERA A EXPRESSÃO DE THY-1 E ECTONUCLEOTIDASE NA SUPERFÍCIE DE LINFÓCITOS

João Pedro Saar Werneck de Castro, Marcos Miranda, Ruy Louzada, Joao Paulo Albuquerque, Marcelo Baldanza, Denise Pires Carvalho, Luiz Claudio Cameron, Fabiana Muccillo

Resumo


O exercício agudo é um desafio a homeostase e após exercício físico intenso ocorre transiente linfopenia e imunossupressão. As moléculas de adesaão celular são expressas na superfície dos leucócitos e das células endoteliais, tendo um papel fundamental nas interações entre linfócito e endotélio. O objetivo do presente estudo foi analisar a expressão de CD73, CD90 e CD105 em leucócitos após corrida de alta intensidade. Dez homens jovens foram inscritos em uma corrida de 4 km e o sangue foi coletado 60 minutos antes, 5 minutos, 1, 3, 6 e 24 hs após a o exercício, para avaliação hematológica e determinação de marcadores de superfície celulares por citometria de fluxo. Foi utilizado o teste ANOVA de uma via com o teste de Dunnet's como post hoc para a análise estatística. Os dados foram considerados diferentes estatisticamente quando p<0,05. Os leucócitos aumentaram 30% e os granulócitos 40 -- 70% após 6h de exercício físico. Linfopenia foi observada 1 h após o exercício, como esperado. Monócitos, eosinófilos e basófilos, e outros parâmetros hematológicos não se alteraram. Linfócitos T, linfócitos T helper e células citotóxicas aumentaram em resposta ao exercício. Linfócitos B e as células exterminadoras naturais (natural killers) aumentaram imediatamente após o exercício. A células CD73+ aumentaram somente imediatamente após o exercício e as células CD90+ diminuíram 24h após o exercício. Podemos concluir que a corrida de alta intensidade induziu a resposta clássica do sistema imuno-endócrino e é capaz de alterar o número de células CD73+ e CD90+.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.