IMPRESSÕES SOBRE A DERMATOGLIFIA NA DETECÇÃO DE TALENTOS ESPORTIVOS

Francisco Timbó de Paiva Neto, Danielle Félix Arruda Mourão

Resumo


RESUMO

A identificação de talentos é um dos pontos mais difíceis no âmbito esportivo, além de ser pouco desenvolvido no Brasil. O método da Dermatoglifia foi inventado pelo Dr. Harold Cummins, por volta de 1926 com o intuito de revelar patologias congênitas. Nos últimos anos este método tem sido utilizado para a detecção e análise de talentos esportivos através da impressão digital: arco (força), presilha (velocidade) e verticilo (coordenação). O presente estudo objetiva realizar uma revisão da literatura sobre o método da Dermatoglifia como ferramenta de auxílio na detecção de talentos nos esportes. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, com abordagem na estratégia quanti-qualitativa, de caráter descritivo e exploratório. A revisão de literatura foi construída por meio do banco de dados do Scielo, Lilacs, Scopus e Latindex e utilizados outros descritores em conjunto com o termo principal (Dermatoglifia) para a busca de artigos: aptidão, esporte, qualidade física, alto rendimento e atleta. Outras publicações de base secundária foram incluídas, de acordo com sua relevância para a pesquisa utilizando-se para isso de livros de referência. Foram selecionados 12 trabalhos, com mais de um autor e publicados entre 2000 e 2013. Em geral, os artigos buscaram investigar o perfil dermatoglífico e relacionar com a posição dos atletas de várias modalidades, principalmente das coletivas. Também foi possível fazer um comparativo entre as opiniões dos autores e suas respectivas experiências na dermatoglifia. Podemos destacar que em 50% das pesquisas analisadas, o fator alto rendimento tem uma maior predominância de verticilos em relação ao número de presilhas (40%) e que o nível de arcos em relação com os trabalhos analisados é baixíssimo (10%). Em relação ao SQTL, este se mostrou superior onde o índice de presilhas se mostra elevado. O D10 está diretamente relacionado com a presença de verticilo e as modalidades esportivas de coordenação motora, portanto, apresenta-se em baixos níveis na maioria dos trabalhos analisados. No alto rendimento existe uma tendência ao desaparecimento do arco e aumento dos desenhos do tipo verticilo e presilha. É importante destacar também que 100% dos 5trabalhos selecionados correlacionaram a posição dos atletas de várias modalidades, principalmente das coletivas, com o seu perfil dermatoglífico e confirmam a validade do método para detecção de capacidades físicas, fazendo da Dermatoglifia uma aliada na detecção de talentos, no entanto, o treinamento e planejamento adequado para a maturação do talento ainda são desafios na área da dermatoglifia. Não basta apenas descobrir o talento, é preciso dar continuidade e aperfeiçoamento às suas características natas. O protocolo de Cummins & Midlo pode configurar uma importante ferramenta a ser adotado nos mais variados polos (clubes, escolas, academias), permitindo a orientação, organização e economia de tempo e investimentos financeiros, além da melhora da performance, da saúde e da qualidade de vida.

Palavras chave: Dermatoglifia. Talento. Qualidade Física.


Palavras-chave


Dermatoglifia; Talento; Qualidade Física

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.