UMA VOZ CLAMA NO DESERTO: MANIFESTAÇÕES OFICIAIS DO EPISCOPADO BRASILEIRO PERANTE OS PROJETOS PARA A CONSTITUIÇÃO REPUBLICANA DE 1891

Flavio Rodrigues Neves

Resumo


Este artigo pretende analisar as manifestações do episcopado brasileiro, aos projetos de constituição discutidos entre os anos de 1890 e 1891 e que resultaram na primeira constituição republicana do Brasil, publicada em 24 de fevereiro de 1891. Com o objetivo de laicizar o Estado, o governo procurava reduzir a ingerência da Igreja Católica sobre diversos assuntos de interesse direto da população. Tais medidas iniciaram uma séria disputa entre as autoridades católicas comprometidas com a manutenção do tradicionalismo e a moral religiosa, bem como preocupados com a manutenção do status quo do catolicismo no Brasil, e as autoridades republicanas empenhadas no progresso da nação que incluía, entre outras coisas, a superação do domínio religioso. A constituição que então se discutia deveria retirar da Igreja, por exemplo, o controle sobre casamentos e cemitérios, além de impor outras restrições. Impedidos de participar do processo constituinte, os bispos brasileiros lançam-se em reclamações oficiais protestando contra a “ingratidão” para com a Igreja contida nos projetos constitucionais e lutando por mais espaço para o catolicismo naquela nova realidade política.

Palavras-chave


Episcopado brasileiro; Igreja Católica; Constituição de 1891;

Texto completo:

PDF

Referências


Fontes utilizadas

PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS – GOVERNO PROVISÓRIO DA REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL. Decreto nº 510, de 22 de junho de 1890. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1890.

PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS – GOVERNO PROVISÓRIO DA REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL. Decreto nº 914-A, de 23 de outubro de 1890. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1890.

PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS – BRASIL. Constituição (1891). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 24 de fevereiro de 1891.

BIBLIOTECA NACIONAL (RJ) – SEÇÃO DE PERIÓDICOS – EPISCOPADO BRASILEIRO. “Reclamação do Episcopado Brasileiro dirigida ao excelentíssimo Senhor Chefe do Governo Provisório”. In: O Apóstolo de 08 a 15 de agosto de 1890.

BIBLIOTECA NACIONAL (RJ) – SEÇÃO DE PERIÓDICOS – EPISCOPADO BRASILEIRO. “O Episcopado Brasileiro ao Congresso Nacional”. In: O Apóstolo de 21 de novembro de 1890.

BIBLIOTECA DA CAMARA DOS DEPUTADOS (DF) – COSTA, D. Antônio de Macedo. “Do Arcebispo da Bahia, representando contra diversas disposições do projeto de constituição”. In: CONGRESSO NACIONAL. Anais do Congresso Constituinte da Republica de 1890 - 1891. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1926.

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

ALONSO, Ângela. Ideias em movimento: A geração 1870 na crise do Brasil Império. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

BEOZZO, José Oscar. (Coord.). História da igreja no Brasil: Segunda Época – século XIX. Petrópolis: Vozes, 1992.

CASTRO, Celso. A Proclamação da República. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

HERMANN, Jacqueline. História das religiões religiosidades. In: CARDOSO, Ciro;

VAINFAS, Ronaldo. Domínios da História: Ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Elsevier. 1997.

LESSA, Renato. A Invenção Republicana: Campos Sales, as Bases e a Decadência da Primeira República Brasileira. 2ª ed. Rio de Janeiro: Topbooks, 1999.

LUSTOSA, Oscar de Figueiredo de. A igreja Católica no Brasil - república: cem anos de compromisso: 1889 – 1989. São Paulo: Edições Paulinas, 1991.

MELLO, Maria Tereza Chaves de. A república consentida: cultura democrática e científica do final do Império. Rio de Janeiro: Ed. FGV: Ed. UFRRJ, 2007.

PIVA, Elói. Transição Republicana: Desafio e chance para Igreja (II). Revista Eclesiástica Brasileira. Petrópolis, vol. 50, fasc. 198, 1990. p. 415-432.

ROMANO, Roberto. Brasil: Igreja contra Estado. São Paulo: Kairós Livraria e Editora, 1979.

SANTIROCCHI, Ítalo Domingos. Uma questão de revisão de conceitos: Romanização – Ultramontanismo – Reforma. Temporalidades - Revista Discente do Programa de Pósgraduação em História da UFMG, vol. 2, n.2, Ago./Dez de 2010. p. 24 – 33.

VIEIRA, David Gueiros. O protestantismo, a maçonaria e a Questão Religiosa no Brasil. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1980.

VIEIRA, Dilermando Ramos. O processo de reforma e reorganização da Igreja no Brasil (1844 -1926). Aparecida – SP: Editora Santuário, 2007.

VILLA, Marco Antonio. A história das constituições brasileiras. São Paulo: Leya, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com