UMA ANÁLISE DO FILME ALEXANDRE (2004), DE OLIVER STONE: ENTRE NARRATIVA E CONTEXTO SOCIAL DE PRODUÇÃO

Vinícius Moretti Zavalis, Carla Cristina da Silva Lavinas

Resumo


Nosso objetivo de estudo consiste em analisar o filme Alexandre (2004), de Oliver Stone, não só como um produto midiático voltado para a esfera do entretenimento, mas também enquanto um discurso que nos oferece informações sobre o seu contexto social de produção e sobre a recepção deste conteúdo histórico pelos sujeitos contemporâneos. De acordo com as reflexões de Marc Ferro, analisamos o filme enquanto um documento histórico, buscando identificar quem o dirigiu, em que circunstância, no desenrolar de que ação, com que objetivo, a quem se destinava e como foi recebido por seu destinatário. Mediante a nossa pesquisa, percebemos que o filme possui um engajamento político associado à nova agenda de segurança estadunidense contra o terrorismo, em decorrência do atentado contra o World Trade Center, em 11 de setembro de 2001.

Palavras-chave


Alexandre; Oliver Stone; pós-11 de setembro;

Texto completo:

PDF

Referências


Referências de livros:

CABRAL, Raquel. Estratégias da comunicação no cinema pós-11 de setembro – A

legitimação da guerra. Dissertação (Mestrado em Comunicação Midiática).

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA “Júlio de Mesquita Filho”, Bauru, São Paulo,

CANDAU, Vera Maria (org.). Sociedade, Educação e Cultura(s). Questões e propostas.

Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2002, p. 13.

CARLSON, Michael. The Pocket Essential Oliver Stone. Harpenden, Englad: Pocket

Essentials, 2002.

FERRO, Marc. Cinema e História. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

LEÃO, Delfim F. A globalização no mundo antigo: do polites ao kosmopolites. Coimbra:

Coimbra University Pressa, 2012

MOSSÉ, Claude. Alexandre, o Grande. São Paulo: Estação Liberdade, 2004.

SANTANA, Carolina Nascimento. Hollywood e a guerra ao terror: o papel do cinema no

imediato pós-11 de setembro. Monografia (Graduação em Relações Internacionais).

Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.

Referências de capítulos de livros:

CAMPOS, Carlos Eduardo da Costa. A literatura latina como documentação nas pesquisas

históricas: um estudo de caso em Tito Lívio. In: José Maria Gomes de Souza Neto. (Org.).

Antigas Leituras ‒ Diálogos entre História e Literatura. 1a ed. Pernambuco: Edupe, 2012, v.

, pp. 107-16.

CARTLEDGE, P., GREENLAND, F. “Introduction”. In: ______. Responses to Oliver

Stone’s Alexander: Film, History and Cultural Studies. The University of Wisconsin Press,

HARRISON, Thomas. “Oliver Stone, Alexander, and the Unity of Mankind”. In

CARTLEDGE, P., GREENLAND, F. Responses to Oliver Stone’s Alexander: Film, History

and Cultural Studies. The University of Wisconsin Press, 2010.

LAGNY, Michèle. “Popular Taste. The Peplum”. In: DYER, Richard; VINCENDEAU,

Ginette (orgs.). Popular European Cinema. London/New York: Routledge, 1992.

MOREIRA, Lúcia Correia Marques de Miranda. “Narrativas literárias e narrativas

audiovisuais”. In: FLORY, Suely Fadul Vilibor (org.). Narrativas ficcionais: da literatura às

mídias audiovisuais. São Paulo: Arte e Ciencia, 2005.

PAUL, J. “Oliver Stone’s Alexander and the Cinematic Epic Tradition”. In: CARTLEDGE,

P., GREENLAND, F. Responses to Oliver Stone’s Alexander: Film, History and Cultural

Studies. The University of Wisconsin Press, 2010.

SOLOMON, J. “The Popular Reception of Alexander”. In: CARTLEDGE, P.,

GREENLAND, F. Responses to Oliver Stone’s Alexander: Film, History and Cultural

Studies. The University of Wisconsin Press, 2010.

Referências de artigos em periódicos:

ABRAO, C. F. Z.. “UM OLHO NO PEIXE UM OLHO NO GATO”: Alexandre para além da

telona. In: XXVII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2013, NATAL-RN. XXVII

SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2013.

CANDIDO, M. R.. Helenização x Globalização: a eterna busca pela hegemonia. Philía. Rio

de Janeiro, v. 8, 2007.

OAKLEY, Todd. Toward a General Theory of Film Spectatorship. 17 Almen Semiotik.

http://www.cwru.edu/artsci/engl/oakley/TGSF.pdf.

OLIVEIRA, Lisbeth. Cinema e História. Comiin. Inf., v. 5, n. 1/2, p.131-137, jan./dez. 2002.

PAIVA, C. C. et al. Imagens do homoerotismo no cinema. Um estudo de gênero,

comunicação e sociedade. Revista Bagoas ‒ UFRN. Bagoas: Revista de Estudos Gays, v. 1, p.

-248, 2007.

YUDICE, George. O lugar da cultura no contexto pós-Onze de Setembro. In: Revista Crítica

de Ciências Sociais, 63, outubro, 2002, pp. 175-87.

Referências de consulta online:

BAHIANA, Ana Maria. Guerra na mídia. Observatório da Imprensa. Disponível em

http://observatoriodaimprensa.com.br/primeiras-edicoes/ana-maria-bahiana/. (Acesso em 28

abr. 2016)

Referências de filmes:

Alexander. Dirigido por Oliver Stone, EUA, 2004, 175 min.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com