"O INIMIGO, COMO OS CHAMAMOS; A GUERRILHA, COMO A BBC OS CHAMA": A DEKEMVRIANA GREGA SEGUNDO A PERSPECTIVA DE SOLDADOS BRITÂNICOS (1944)

Felipe Alexandre Silva de Souza

Resumo


Trataremos um aspecto emblemático do fim da Segunda Guerra Mundial: a intervenção britânica na guerra civil grega e as controvérsias geradas na sociedade britânica. Durante um episódio específico desse processo, a Dekemvriana (dezembro de 1944), a imprensa britânica fez oposição à política do governo, considerando a guerrilha comunista grega — que lutava contra a monarquia helena apoiada por Londres — um legítimo movimento popular. Encontramos percepções diferentes em cartas escritas por soldados britânicos então presentes na Grécia, compiladas e distribuídas pelo primeiro-ministro Churchill para seus colegas do Gabinete de Guerra. Analisamos essa seleção de excertos de correspondência para compreender como alguns soldados se colocavam contrários à cobertura jornalística da época e qual era a percepção acerca da política de seu governo e dos guerrilheiros que combatiam. A documentação analisada indica que existia, entre os militares britânicos, a ideia de que as ações de seu governo na Grécia eram, de modo geral, corretas e que a imprensa distorcia os fatos ao retratar de forma heroica um movimento de guerrilha considerado por eles como um bando anárquico, sanguinário e ditatorial. Esperamos, com este trabalho, lançar alguma luz sobre os complexos debates acerca de um dos momentos mais importantes do declínio do poder global britânico.

Palavras-chave


Guerra civil grega; Intervenção britânica; Soldados

Texto completo:

PDF

Referências


Fontes

Daily Worker, 18. Dec. 1944.

HC Deb (05 December 1944) vol 406, c359. Disponível em:

https://api.parliament.uk/historic-hansard/commons/1944/dec/05/greece-disturbances-athens.

Acesso em: 10 de abril de 2019.

The National Archives. CAB 65/44/41. Disponível em:

https://discovery.nationalarchives.gov.uk/details/r/C9169122. Acesso em 27 de março de

The National Archives: CAB 66/60/16. Disponível em:

https://discovery.nationalarchives.gov.uk/details/r/C9089701. Acesso em 27 de março de

Livros

DEIGHTON, Anne (org.). Britain and the first cold war. New York: Palgrave McMillian,

FRAZIER, Robert. Anglo-american relations with Greece: the coming of the Cold War, 1942-

New York: St Martin’s Press, 1991.

GEROYMATOS, André. An international civil war: Greece, 1943-1949. 1aed. New Haven:

Yale University Press, 2016.

IATRIDES, John. Revolt in Athens. 1aed. Princenton: Princenton University Press, 1972.

KOUSOULAS, George. Revolution and defeat: the story of the greek communist party. 1aed.

Oxford: Oxford University Press, 1965.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 7a edição. Campinas: Editora Unicamp, 2013.

LOWE, Keith. Continente selvagem: o caos na Europa depois da Segunda Guerra Mundial. 1a

edição. Rio de Janeiro: Zahar, 2017

O’BALANCE, Edgar. The greek civil war. 1aed. New York: Praeger, 1966.

PAPANDREOU, Andreas. Democracy at gunpoint: the greek front. 1aed. Middlesex: Pelican

Books, 1973).

PORTER, Bernard. The lion’s share: a short history of british imperialism, 1850-1995. 3aed.

London: Longman, 1996.

SAKKAS, John. Britain and the greek civil war, 1944-1949: british imperialism, public

opinion and the coming of the cold war. 1aed. Berlim: Verlag, 2007.

STAVRIANOS, Leften. Greece: american dilemma and oportunity. 1a ed. Chicago: Henry

Regnery, 1952.

TSOUKALAS, Constantin.The greek tragedy. 1aed. London: Penguin, 1969.

WEILER, Peter. British Labour and the cold war. 1aed. Stanford: Stanford University Press,

WOODHOUSE, C. M. The struggle for Greece. 2a edição. New York: Ivan Dee, 2002.

Artigos em periódicos

HASSIOTIS, Loukianos. The Dekemvriana through the eyes of the British soldiers. Journal of

Modern Greek Studies, Baltimore, v.33, n.2, pp.269-291, out 2015.

Teses e dissertações

KOUTSOPANAGOU, Panagioula. The british press and greek politics, 1943-1949. 1996.

Tese (Doutorado em História Internacional) – London School of Economics and Political

Science, University of London, London.

Capítulos

RODRIGUES, Henriques. O bilhete postal na Primeira Guerra Mundial, uma fonte a explorar.

In: PEREIRA, Gaspar Martins; ALVES, Jorge; ALVES, Luís Alberto M.; MEIRELES, Maria

Conceição (org.). A Grande Guerra (1914-1918): Problemáticas e representações. 1aed. Porto:

CITCEM, 2014.

SAKKAS, Jonh. Old Interpretations and New Approaches in the Historiography of the Greek

Civil War. Sd. Disponível em: www.academia.edu/john-sakkas-old-interpretations-new-

approaches-greek-civil-war. Acesso em 01/06/2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com