Imagem para capa

A vivacidade dos ambientes e das coisas nos contos de Breve cartografia de lugares sem nenhum interesse, de Marcílio França Castro

Pascoal Farinaccio

Resumo


Este artigo propõe uma análise dos contos do livro Breve cartografia de lugares sem nenhum interesse (2011), de Marcílio França Castro, destacando a atenção dispensada pelos narradores aos ambientes e objetos ordinários que fazem parte da rotina das personagens. Ambientes e objetos que são respeitosamente (re)vistos e iluminados de tal maneira que ganham uma insuspeitada vivacidade, a qual enriquece as percepções de observadores sensíveis aos detalhes do mundo material em toda sua irredutível especificidade e carga simbólica.

 

 

 

 


Palavras-chave


Marcílio França Castro; conto brasileiro contemporâneo; ambientes; objetos.

Texto completo:

PDF

Referências


BODEI, Remo. La vita delle cose. Roma-Bari: Laterza, 2009.

CASTRO, Marcílio França. Breve cartografia de lugares sem nenhum interesse. Rio de Janeiro: 7Letras, 2011.

HILLMAN, James. Politica della bellezza. Bérgamo: Moretti & Vitali, 1999.

______. “Anima mundi: o retorno da alma ao mundo”. In: ______. O pensamento do coração e a alma do mundo. Tradução de Gustavo Barcellos. Campinas: Verus, 2010.




DOI: https://doi.org/10.35520/flbc.2020.v12n23a33810

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 A revista Fórum de Literatura Brasileira Contemporânea utiliza Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


INDEXADORES E BASES DE DADOS

Google Scholar  Diadroim Base   DRJI  Livre     PKP Index ErihPlus Latindex