COMIDA PARA OS MORTOS: UM ENSAIO SOBRE COMENSALIDADE E SACRIFÍCIO A PARTIR DO RITUAL DE SACRIFÍCIO AOS MORTOS PERFORMADO POR ODISSEU NO CANTO XI DA ODISSEIA DE HOMERO

Stéphanie Barros Madureira

Resumo


O presente artigo objetiva construir uma breve análise da sociedade grega antiga, perpassando os séculos VIII a V a.C. a partir da hipótese dos usos alimentares na ritualística helena como um diferenciador social entre a comunidade dos vivos e a
comunidade dos mortos. Os alimentos e a forma de se alimentar funcionariam como
uma afirmação da alteridade entre ambas, cuja alusão é feita por um ritual de sacrifício aos mortos performado por Odisseu no Canto XI da Odisseia de Homero. Dessa forma, nosso artigo perpassa o entendimento do binômio identidade/alteridade e busca delinear em que medida a alimentação possuía um status de importância para a cultura grega antiga, apresentando as noções de sacrifício e comensalidade.


Palavras-chave


Homero; Odisseia; Comensalidade; Sacrifício; Morte

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista GAÎA