Vinícius de Moraes: o cinema de seus olhos

Luiz Henrique da Costa

Resumo


Poeta, cronista, músico, compositor, dramaturgo, diplomata, ator, crítico, roteirista de cinema: muitas são as faces de Vinicius de Moraes, e talvez não haja um traço único a partir do qual resumi-las. Mas, dentre tantos rascunhos possíveis, a atividade cinematográfica, objeto de algumas de suas manifestações mais apaixonadas, inclina a observar a relação que o cinema e a miragem de suas possibilidades estabelecem com o conjunto de sua obra. Não por acaso, em crônica publicada por A Manhã em 7 de maio de 1942, Vinicius afirmaria que: O cinema são os olhos do primeiro homem em êxtase contínuo, em descoberta contínua de todas as imagens, da imagem pura, que é a sua própria continuidade. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.