Alegoria e realismo na poesia de Dante: olegado de Auerbach na interpretação da Commedia

Hudson dos Santos Barros

Resumo


A compreensão do cerne das divergentes interpretações históricas em relação àDivina Comédia está associada ao conceito de alegoria em Dante e a repercussão deste paraa leitura de seu poema. Os estudos de Auerbach sobre Dante envolvem diretamente a noçãode alegoria no mundo cristão e se tornam um marco para as linhas de pesquisa americanasdo século XX sobre o poeta florentino e seu poema. Por essa razão, o presente trabalhoalmeja apresentar as principais ideias sobre a forma de leitura do poema de Dante e aligação dessas ideias com conceito de alegoria e mostrar a relação dos estudos de Auerbachna configuração desses caminhos epistemológicos. A discussão será encaminhada atravésda distinção entre a alegoria dos poetas e alegoria dos teólogos, para a partir daí se pensaro legado da Divina Comédia. Conforme se verificará, os teóricos seguirão dois caminhos deinterpretação ao longo da história, distantes na obtenção do consenso. Por um lado, aquelesque consideram a obra do poeta florentino um livro profético, cuja autoridade se assemelhaa da Bíblia; o texto seria, portanto, uma revelação divina, uma visio. Por outro, aqueles quereforçam o vigor imaginativo, o caráter ficcional, o jogo de ilusão criado pelo poeta aoaspirar à autoridade da Escritura.

Texto completo:

PDF

Referências


ALIGHIERI, Dante. A Divina Comédia. Trad. Vasco Graça Moura. São Paulo: Landmark, 2005.

_________________. Convivio. Milano: Bur, 2004.

AUERBACH, Erich. Mímesis. A representação da realidade na literatura ocidental. São Paulo: Perspectiva, 1946.

________________. Dante, poeta do mundo secular. Trad. Raul de Sá Barbosa. Rio de Janeiro: Topbooks, 1997.

___________________. Figura. Trad. Duda Machado. São Paulo: Ática, 1997.

___________________. The western public and its language in late Latin Antiquity and in the Middle ages. New York: Pantheon books, 1965.

FRECCERO, John. Allegory and autobiography. In: Rachel Jacoff (org.): The Cambridge companion to Dante. 2ª ed. Cambridge/New York: Cambridge University Press, 2007.

_______________. The Poetics of conversion. Cambridge: Harvard University Press, 1986.

_______________. Dante: a collection of critical essays. New Jersey: Prentice-Hall, Englewood Cliffs, 1965.

HOLLANDER, Robert. Allegory in Dante's Comedy. Princenton: Princenton University Press, 1969.

___________________. Dante Theologus-poeta. In: KLEINHHENZ, Christopher. Dante studies: with the Annual Report of the Dante Society. Bronx, New York: Fordham University Press, 2000, CXVIII.

MAZZOTTA, Giuseppe. Dante, poet of the desert: history and allegory in the Divine Comedy. Princeton, Princeton University Press, 1979.

NARDI, Bruno. Dante e la cultura medievale. Laterza: Editori Laterza, 1983.

SINGLETON, Charles. Comedy: elements of structure. Cambridge: Harvard University Press, 1970.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.