Pensamento mitopoético e contradição originária: Parmênides, Fragmento II

Diego Braga

Resumo


No fragmento II de seu conhecido poema Parmênides nos diz: "Vamos lá! -- eu interrogarei, tu porém, auscultando a palavra, cuida que caminhos únicos do procurar são dignos de serem pensados: um, que é e que não-ser não é; é o caminho da obediência, (pois segue o desvelar-se). O outro, que não é, e que necessariamente não-ser é; este caminho eu te digo em verdade ser totalmente insondável como algo inviável; pois não haverias de conhecer o não-ente (pois este não pode ser realizado) nem haverias de trazê-lo à fala". O poema diz: “Vamos lá!”. Não trata de uma simples operação mental, este pensamento que aqui se enuncia e anuncia. Não podemos considerar de antemão que isto é apenas uma forma interessante de escrever, de tornar a sisudez de um texto filosófico mais atraente ao leitor enfadado. Ele convida a uma caminhada. Não é uma caminhada solitária, uma vivência subjetiva, tampouco. “Vamos, lá!” diz, vamos juntos, acompanhando um ao outro. Parmênides, poeta-pensador, convida a um diálogo, e nos diz: “eu interrogarei”.

Texto completo:

PDF

Referências


CASTRO, Manuel Antonio de. “Interdisciplinaridade poética: o “entre””, in: Revista Tempo Brasileiro. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, no. 164, jan-mar/2006, p. 7-36.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e Método I: traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Petrópolis: Vozes, 2007, 8ª edição.

HEIDEGGER, Martin. Ensaios e Conferências. Petrópolis: Vozes, 2002, 2ª edição.

__________. Ser e Verdade. Petrópolis: Vozes, 2007.

__________. Parmênides. Petrópolis: Vozes, 2008 HERÁCLITO. “Fragmentos” (tradução de Emmanuel Carneiro Leão), in: ANAXIMANDRO, PARMÊNIDES, HERÁCLITO. Os Pensadores Originários. Petrópolis: Vozes, 1999, 3ª edição.

NIETZSCHE, Friedrich. Sobre Verdade e Mentira (tradução de Fernando de Moraes Barros). São Paulo: Hedra, 2008. PARMÊNIDES. “Acerca da Nascividade”, in: ANAXIMANDRO, PARMÊNIDES, HERÁCLITO. Os Pensadores Originários. Petrópolis: Vozes, 1999, 3ª edição.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.