Sobre Carlos Castañeda

Andrea Copeliovitch

Resumo


doutoranda em Poética no Departamento de Ciência da Literatura da UFRJ, orientanda do Prof. Dr. Manuel Antônio de Castro, atriz, pesquiso técnicas de ator baseadas no uso do corpo e na produção de energia, faço parte de uma corrente de pesquisa em teatro que se chama teatro antropológico.
Vou falar sobre dois autores no meu texto: Carlos Castaneda, autor latino --americano radicado nos EUA que escreve sobre sua relação com o feiticeiro Yaqui, Juan Mattus. Os Yaquis são índios do norte do México, possém uma tradição xamânica. O segundo autor que eu vou citar é Antonin Artaud, ator, um dos principais e primeiros a pensar o teatro sob a perspectiva do ator.
Eu vou utilizar dois pontos do pensamento de Artaud
Artaud propõe um ator que ele chama de ator alquímico, seria um ator capaz de realizar uma grande transformação em si e na platéia. Para realizar essa alquimia Artaud propõe que o ator seja um atleta afetivo, com total domínio sobre seu corpo e a forma como ele emite o que ele chama de raios de energia.
Eu utilizo estes autores para falar de três conceitos: ação, guerreiro e ponto neutro


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.