O ensino do desenho e a atualidade do pensamento de Lúcio Costa

Anna Paula Moura Canez, Samuel Silva de Brito, Débora Saldanha de Avila

Resumo


Este trabalho objetiva refletir sobre a metodologia de ensino do desenho proposta pelo arquiteto Lucio Costa no texto intitulado Ensino do Desenho, publicado em 1948, a despeito da reforma do Ensino Secundário proposta durante o Estado Novo. Os posicionamentos de Costa, no documento, suscitam questões que gostaríamos de investigar, não com o propósito de resolvê-las, mas de empreender um primeiro esforço, com base nas ideias do autor, no sentido de pensar a condição contemporânea com relação ao tema e ao seu enfrentamento. A justificativa para tal intento advém de comunicado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes, que em 2015 convocou os pesquisadores das diversas áreas do conhecimento a contribuírem com seus estudos para o aprimoramento da Educação Básica no país.

Palavras-chave


Lúcio Costa; Desenho; Ensino Secundário

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Marcos; CANEZ, Anna Paula. Lucio Costa, o Congresso Extraordinário de Críticos de Arte e a atualidade de seu pensamento e ação. In: Seminário DOCOMOMO Brasil, 8., 2009, Rio de Janeiro. 8º Seminário DOCOMOMO Brasil Cidade Moderna e Contemporânea: Síntese e Paradoxo das Artes. Rio de Janeiro: Klam Multimídia, 2009.

BARBOSA, Rui. Desenho: um revolucionador de ideias [120 anos de discurso brasileiro]. Santa Maria: sCHDs, 2004.

BRASIL. Decreto-Lei n° 4.244, de 9 de abril de 1942. Lei orgânica do ensino secundário. Diário Oficial, Rio de Janeiro, RJ, 10 abr. 1942. Seção I, p. 5798.

______. Lei nº 11.502, de 11 de julho de 2007. Modifica as competências e a estrutura organizacional da fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

CAPES, de que trata a Lei n° 8.405, de 9 de janeiro de 1992; e altera as Leis nos 8.405,

de 9 de janeiro de 1992, e 11.273, de 6 de fevereiro de 2006, que autoriza a concessão

de bolsas de estudo e de pesquisa a participantes de programas de formação inicial e continuada de professores para a educação básica. Diário Oficial, Brasília, DF, 12 jul. 2007. Seção I, p. 5, 7.

BRITO, Samuel. Lucio Costa: o processo de uma modernidade. Arquitetura e projetos na primeira metade do século XX. 2 v. 722 p. Tese (Doutorado em Arquitetura) – Escuela Técnica Superior de Arquitectura de Barcelona de la Universidad Politécnica de Cataluña, Barcelona, 2014.

CANEZ, Anna Paula; BRITO, Samuel (Org.). Sobre a obra de Lucio Costa: textos selecionados. Porto Alegre: Editora UniRitter, 2015.

CAPANEMA, Gustavo. Exposição de motivos: projeto de lei orgânica do ensino secundário. 1 abr. 1942. Disponível em: . Acesso em: 23 dez. 2015.

COSTA, Lucio. Documentação Necessária. Revista do SPHAN, Rio de Janeiro, n.1, 1937.

______. Ensino do desenho. In: XAVIER, Alberto (Org.). Lúcio Costa: sobre arquitetura. Ed. fac-similar coordenada por Anna Paula Canez. Porto Alegre: UniRitter, 2007, p.129-160.

NOBRE, Carlos Afonso. In: MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INFORMAÇÃO. Notícias. Agências federais de fomento à pesquisa apontam desafios para a inovação. 14 jul. 2015. Disponível em: . Acesso em: 23 dez. 2015.

RIBEIRO, Otávio Leonídio. Carradas de razões: Lucio Costa e a arquitetura moderna brasileira (1924-1951). 368 f. Tese (Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de História, Rio de Janeiro, 2005.

SCHWARTZMAN, Simon; BOMENY, Helena Maria Bousquet; RIBEIRO COSTA, Vanda Maria. Tempos de Capanema. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2000.

SEGAWA, Hugo. Pausa para entender Lucio Costa. In: CANEZ, Anna Paula; BRITO, Samuel (Org.). Sobre a obra de Lucio Costa: textos selecionados. Porto Alegre: Editora UniRitter, 2015, p. 8-11.

XAVIER, Alberto (Org.). Lúcio Costa: sobre arquitetura. Ed. fac-similar coordenada por Anna Paula Canez. Porto Alegre: UniRitter, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 interFACES