A condição lésbica e o acesso aos direitos sociais básicos brasileiros

Suane Felippe Soares, Milena Cristina Carneiro Peres

Resumo


Este artigo busca analisar o lugar ocupado pelas lésbicas brasileiras, principalmente as lésbicas racializadas e pobres que necessitam do acesso aos seus direitos básicos garantido. Para fundamentar tal análise utilizamos os pressupostos teóricos da Perspectiva dos Funcionamentos que busca garantir a ampliação dos concernidos morais de forma a incluir setores sistematicamente marginalizados da população. Além disso, apresentamos um diálogo entre textos legais e a realidade brasileira expressa na análise dos dados da pesquisa Lesbocódio: as histórias que ninguém conta, pesquisa esta que apresenta dados sobre as mortes das lésbicas no país nos últimos anos.


Palavras-chave


Lésbicas; Perspectiva dos Funcionamentos; Lesbocídio; políticas públicas;

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Conselho Nacional De Combate À Discriminação. Brasil sem homofobia: programa de combate à violência e à discriminação contra GLTB e de promoção da cidadania homossexual. Brasília, 2004.

______. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado, 1988. Federal, 1988. Título VIII -- Da Ordem Social, Seção II -- Da Saúde -- artigo 196-200, 1988.

______. Decreto nº 8.794, de 29 de jun. de 2016. Brasília, DF, jun. 2016.

______. Lei n. 11340, de 7 de ago. De 2006. Lei Maria da Penha. Brasília, DF, ago, 2006.

CURIEL, O. La Nación Heterosexual: Análisis Del Discurso Jurídico Y El Régimen Heterossexual Desde La Antropología De La Dominación. Bogotá: Edición Brecha Lésbica Y En La Frontera, 2013.

DIAS, M. C. (Org.) A Perspectiva Dos Funcionamentos: por uma abordagem moral mais inclusiva. Rio de Janeiro: Editora Pirilampo, 2015.

FALQUER, J. La Combinatoria Straight. Raza, Clase, Sexo Y Economía Política: Análisis Feministas Materialistas Y Decoloniales. Descentrada Vol 1, No 1, E005, Marzo, 2017. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2017.

FIRESTONE, S. A Dialética Do Sexo -- um estudo da revolução feminista. Rio de Janeiro: Editorial Labor Do Brasil Sa, 1976.

GOFFMAN, E. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

KOLLONTAI, A. O Comunismo e a Família. Marxists, 1ª edição, Marxists Internet Archive, 2002. Disponível em . Acesso em 31 de julho de 2016.

LAMEIRA, R. F.; PERES, P. O lugar do PMDB na política brasileira: o limite das tipologias partidárias. 1º Seminário Internacional de Ciência Política -- Estado e democracia em mudança no século XXI. UFRGS, Porto Alegre: 2015.

LESSA, P. Lesbianas Em Movimento: A Criação De Subjetividade (Brasil, 1979-2006). 2007. Tese (Doutorado em História) -- Área de Concentração em Estudos Feministas da UNB. Universidade de Brasília, Brasília.

MORAES, W. S. O golpe dentro do golpe: O que está por trás das denúncias da Globo contra Michel Temer e seus prováveis desdobramentos. Le Monde Diplomatique (Brasil), v. 1, p. 1-6, 2017.

PERES, M. C. C.; DIAS, M. C.; SOARES, S. F. Lesbocídio: As histórias que ninguém conta. 2017. Disponível em: < https://lesbocidio.wordpress.com/>. Acesso em: 10 set. 2017.

PINAFI, T. Conflitos, Estigmas e Discriminação: lésbicas e feministas em lutas por direitos nos anos de 1970 e 1980. Labrys, Études Féministes/ Estudos Feministas. Juillet/Décembre 2011 -Janvier /Juin 2012 -- Jul. /Dez. 2011 --Jan. /Jun. 2012.

______. História Do Movimento De Lésbicas No Brasil. 1. Ed. Saarbrücken: Novas Edições Acadêmicas, 2015.

RIBEIRO, W. Projeto de Lei PL 335.2015. Câmara dos Deputados. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2017.

RICH, A. Heterossexualidade compulsória e existência lésbica. Bagoas. N. 05. P. 17-44. 2010.

SANTOS, C; DOTTA, R. “Estamos vivendo um golpe parlamentar, de classe, de gênero e de raça”. Brasil de Fato, Belo Horizonte, 25 mai. 2016. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2016/05/25/nao-ha-expectativa-de-reconhecimento-da-diversidade-em-um-governo-golpista. Acesso em: 22 ago. 2017.

SARAIVA, M. S. Estado, democracia, políticas públicas e direitos LGBT. Rio de Janeiro: Metanóia 2017.

SILVA, M. O. S. (coord.); LIMA, V. F. Avaliando o Bolsa Família: unificação, focalização e impactos. São Paulo: Cortez, 2010.

SIMÕES, J. A.; FACCHINI, R. Do Movimento Homossexual Ao LGBT. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2009.

SOARES, G. S.; COSTA, J. C. Moimento lésbico e Movimento feminista no Brasil: recuperando encontros e desencontros. Labrys, Études Féministes/ Estudos Feministas Julho/dezembro 2011 -- janeiro/junho 2012. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2017.

SOARES, S. F.; PERES, M. C. C. Lesbocídio: As histórias que ninguém conta. In: Anais do Seminário Internacional Enlaçando Sexualidades, V. 1, 2017, Salvador, BA. Anais (online). Salvador: Editora Realize, 2017. ISSN 2238-9008. Disponível: . Acesso em 30 nov. 2017.

WITTIG, M. El Pensamiento Heterosexual Y Otros Ensayos. Madrid: Editorial Egales Sl, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 METAXY: Revista Brasileira de Cultura e Políticas em Direitos Humanos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

METAXY é uma Revista do Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas em Direitos Humanos do NEPP-DH/UFRJ. ISSN 2526-5229.