DIMENSÕES RELEVANTES À POLÍTICA DE FINANCIAMENTO DO SISTEMA EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ESTADO DA BAHIA

Antônio Macêdo Mota Júnior, Sergio Henrique Conceição

Resumo


Este estudo aborda o tema da política de financiamento para as instituições integrantes do Sistema de Educação Superior do Estado da Bahia, tomando-se como recorte a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Para tanto, o estudo apresenta os resultados de uma pesquisa exploratório-descritiva, bibliográfica e documental, com o objetivo de identificar dimensões relevantes à compreensão das demandas por recursos públicos no processo de financiamento dessa instituição, no período de 2005 a 2014. Esses resultados apontam para a identificação de três dimensões subjacentes à compreensão desse fenômeno: a oferta de atividades universitárias (dimensão acadêmica); a política de qualificação docente, de valorização do corpo técnico-administrativo e de assistência estudantil (dimensão política); e a demanda por infraestrutura, no que se refere à manutenção e expansão dos investimentos em ativos fixos, laboratórios e tecnologia da informação (dimensão econômica). O estudo sistematiza ainda contribuições para subsidiar a discussão, implementação e aperfeiçoamento da política de financiamento para esse Sistema Estadual de Educação Superior, e procura superar incompreensões políticas e teórico-metodológicos na discussão do papel e relevância dessas universidades estaduais no contexto dos sistemas públicos de educação superior no Brasil.

Palavras-chave


Política Pública; Financiamento Público; Educação Superior; Sistema Estadual de Educação Superior; Universidades Estaduais da Bahia.

Texto completo:

PDF

Referências


BAHIA. [Constituição (1989)]. Constituição do Estado da Bahia. Atualizada até a Emenda nº 24 de 5 de abril de 2017. Salvador: Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, [2017]. Disponível em: http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/70433/CE_BA_EC_24.pdf. Acesso em: 7 maio 2019.

BAHIA. Lei nº 13.466 de 22 de dezembro de 2015. Dispõe sobre a organização e funcionamento das Universidades Estaduais da Bahia, revoga a Lei nº 7.176, de 10 de setembro de 1997, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado da Bahia: Executivo, Salvador, n. 21.843, p. 1, 23 dez. 2015. Disponível em: http://www.legislabahia.ba.gov.br/documentos/lei-no-13466-de-22-de-dezembro-de-2015. Acesso em: 16 maio 2019.

BARBOSA, C. Financiamento público das universidades estaduais baianas: restrições orçamentárias, expansão universitária e desenvolvimento local. 2013. Tese (Doutorado em Educação e Contemporaneidade) – Departamento de Educação, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2013.

BOAVENTURA, E. M. A construção da universidade baiana: origens, missões e afrodescendência. Salvador: EDUFBA, 2009.

BONETI, L. W. As políticas públicas no contexto do capitalismo globalizado: da razão moderna à insurgência de processos e agentes sociais novos. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP, Macapá, n. 5, p. 17-28, dez. 2012. Disponível em: http://periodicos.unifap.br/index.php/pracs/article/view/587/n5Boneti.pdf. Acesso em: 8 abr. 2019.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2018]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/ Constituiçao.htm. Acesso em: 8 abr. 2019.

BRASIL. Emenda Constitucional n° 95 de 15 de dezembro de 2016. Altera Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o novo Regime Fiscal, e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2016. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Emendas/Emc/emc95.htm. Acesso em: 8 abr. 2019.

CAVALCANTI, P. A. Análise de políticas públicas: o estudo do estado em ação. Salvador: EDUNEB, 2012.

CONCEIÇÃO, S. H. Educação tributária: questões de política e cidadania. 1. ed. Curitiba: Appris, 2016.

CUNHA, L. A. Ensino superior e universidade no Brasil. In: 500 anos de educação no Brasil. LOPES, E. M. T.; FARIA FILHO, L. M.; VEIGA, G. C. (Org.). 4. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 151-204.

FIALHO, N. H. Universidades estaduais no Brasil: pauta para a construção de um sistema nacional articulado de educação. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 21, n. 38, p. 81-93, jul./dez. 2012. Disponível em http://educa.fcc.org.br/pdf/faeeba/v21n38/v21n38a08.pdf. Acesso em: 8 abr. 2019.

FOLETTO, P. R.; TAVARES, S. M. N. Especificidades da governança universitária: alguns aspectos. In: COLOMBO, S. S. (org.). Gestão universitária: os caminhos para a excelência. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 153-165.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LAVILLE, C.; DIONNE, J. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed; Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 1999.

MIRANDA, M. R. F. A. Investimentos públicos diretos em educação superior na Bahia: um estudo de caso sobre o sistema estadual de educação superior da Bahia. 2013. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Tecnologias aplicadas à Educação) – Departamento de Educação, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2013.

MOTA JÚNIOR, A. M. Desafios do financiamento público das universidades estaduais baianas. Colóquio Internacional de Gestão Universitária, 15., 2015, Mar del Plata. Anais [...]. Florianópolis: UFSC/INPEAU, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/135898/101_00049.pdf. Acesso em: 8 abr. 2019.

MOTA JÚNIOR, A. M. Política de financiamento para as Universidades Estaduais Baianas: dimensões relevantes à compreensão das demandas por recursos públicos na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). 2017. Relatório Técnico (Mestrado Profissional em Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação) – Departamento de Educação, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2017.

OLIVEN, A. C. Histórico da educação superior no Brasil. In: SOARES, M. S. A. (org.). A educação superior no Brasil. Brasília, DF: CAPES, 2002. p. 31-42.

SANDER, B. Gestão da educação na América Latina. Campinas: Editora Autores Associados, 1995.

SANDER, B. A administração da educação no Brasil: genealogia do conhecimento. Brasília, DF: Liber Livro, 2007.

SAVIANI, D. A expansão do ensino superior no Brasil: mudanças e continuidades. Poíesis Pedagógica, v. 8, n. 2, p. 4-17, ago./dez. 2010. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/download/14035/8876. Acesso em: 8 abr. 2019.

SIMÕES, M. L. O Surgimento das universidades no mundo e sua importância para o contexto da formação docente. Revista Temas em Educação, João Pessoa, v. 22, n. 2, p. 136-152, jul./dez. 2013. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rteo/article/download/17783/10148. Acesso em: 8 abr. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Práticas em Gestão Pública Universitária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

INDEXADORES E DIRETÓRIOS

Google Acadêmico | sumários.org  | LivRe! | Diadorim | Latindex | DOAJ