ENGAJAMENTO NO TRABALHO E CLIMA PARA SERVIÇOS EM UMA INSTITUIÇÃO FEDERAL DE ENSINO SUPERIOR

Marlon Bruno Matos Paiva, Rebeka Maria Sotero Silva, Sarah Renata Menezes e Silva, Serafim Firmo de Souza Ferraz

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi analisar em que medida o clima para serviços é fator determinante para o engajamento no trabalho em uma Instituição Federal de Ensino Superior. A pesquisa, quantitativa, analisou dados coletados por survey e foi aplicada a 59 servidores técnico-administrativos da Universidade Federal do Ceará (UFC), participantes do curso de atendimento estratégico e que trabalham diretamente com o público. Verificou-se que os servidores possuem engajamento moderado, com maior ênfase na absorção. Igualmente, o clima para serviços foi avaliado como moderado, com mediana influência positiva para o engajamento no trabalho e predomínio das diretrizes estratégicas voltadas ao atendimento ao cliente. Entretanto, condições facilitadoras e a avaliação do cliente podem ampliar essa relação, embora em menor proporção. O compromisso institucional com a qualidade do serviço e a delegação de autoridade estão entre as principais ações que podem ser elaboradas a fim de elevar o clima para serviços e o engajamento.

Palavras-chave


Engajamento; Clima para Serviços; IFES.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, K. et al. Estresse ocupacional e Síndrome de Burnout no exercício profissional da psicologia. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v. 22, n. 2, jun. 2002.

BAKKER, A. An evidence-based model of work engagement. Current Directions in Psychological Science, v. 20, n. 4, p. 265-269, 2011.

BAKKER, A.; ALBRECHT, S.; LEITER, M. Key questions regarding work engagement. European Journal of Work and Organizational Psychology, v. 20, n. 1, p. 4-28, 2011.

BAKKER, A.; DEMEROUTI, E. Towards a model of work engagement. Career Development International, v. 13, n. 3, p. 209-223, 2008.

BAKKER, A. et al. Work engagement: an emerging concept in occupational health psychology. Work & Stress, v. 22, p. 187-200, 2008.

CALDAS, C. Satisfação e engajamento no trabalho: docentes temáticos e auxiliares da EAD de universidade privada brasileira. Revista Interinstitucional de Psicologia, Belo Horizonte, v. 6, n. 2, jul. 2013.

CAVALCANTE, M.; SIQUEIRA, M.; KUNIYOSHI, M. Engajamento, bem-estar no trabalho e capital psicológico: um estudo com profissionais da área de gestão de pessoas. Revista Pensamento e Realidade. v. 29, n. 4. 2014.

COUTINHO, M. J. V. Administração pública voltada para o cidadão: quadro teórico-conceitual. Revista do Serviço Público -- RSP, Brasília, n. 3, p. 40-73, jul./set., 2000.

FERREIRA, S. D. Valores do trabalho e satisfação no serviço público: um estudo na seccional da Justiça Federal do Ceará. Dissertação (mestrado). Fortaleza: UFC, 2014.

FIELD, A. Descobrindo a estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Artmed, 2009.

JONG, A.; RUYTER, K.; LEMMINK, J. Antecedents and consequences of the service climate in boundary-spanning self-managing service teams. Journal of Marketing, v. 68, n. 2, p. 18-35, april 2004.

KAHN, W. Psychological conditions of personal engagement and disengagement at work. Academy of Management Journal, v. 33, p. 692-724, 1990.

LORENTE, L.; VERA, M. Las organizaciones saludables: el engagement en el trabajo. Gestión Práctica de Riesgos Laborales, n. 73, p. 16, jul.-ago. 2010.

MACHADO, P.; PORTO-MARTINS, P. Condições organizacionais enquanto terceiras variáveis entre burnout e engagement. Revista da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul, v. 13, n. 1, 2013.

MASLACH, C.; LEITER, M. Early predictors of job burnout and engagement. Journal of Applied Psychology, v. 93, n. 3, p. 498-512, 2008.

PINTO NETO, A. et al. A gestão de pessoas com foco no engajamento organizacional dos colaboradores de um empresa bancária. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELENCIA EM GESTÃO, 9, 2013, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, 2013.

SALANOVA, M.; AGUT, S.; PEIRÓ, J. M. Linking organizational resources and work engagement to employee performance and customer loyalty: the mediation of service climate. Journal of Applied Psychology, v. 90, n. 6, p. 1217-1227, 2005.

SCHAUFELI, W. B. et al. The measurement of engagement and burnout: a two sample confirmatory factor analytic approach. Journal of Happiness Studies, v. 3, p. 71- 92, 2002.

SCHNEIDER, B.; BOWEN, D.E. Employee and customer perceptions of service in banks: replication and extension. Journal of Applied Psychology, v. 70, n. 3, p. 423-433, 1985.

SCHNEIDER, B. ;WHEELER, J. K.; COX, J. F. A passion for service: using content analysis to explicate service climate themes. University of Maryland at College Park. Journal of Applied Psychology, v. 77, n. 5, p. 705-716, 1992.

SCHNEIDER, B.; WHITE, S.; PAUL, M. Linking service climate and customer perceptions of service quality: test of a causal model. Journal of Applied Psychology, v. 83, p. 150-163, 1998.

SIQUEIRA, M. M. M.; MARTINS, M. C. F.; ORENGO, V.; SOUZA, W. S. Engajamento no trabalho. In: SIQUEIRA, M. M. M. (Org.). Novas medidas do comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed, 2014. p. 147-156.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ (UFC). Plano de desenvolvimento institucional ‒ PDI 2013-2017. Fortaleza, 2012. p. 173.

VELOSO, E. F. R. et al. Organizações orientadas para o atendimento ao cliente: a relação entre a estrateÌgia e o clima para serviços. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: EnANPAD, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Práticas em Gestão Pública Universitária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

INDEXADORES E DIRETÓRIOS

Google Acadêmico | sumários.org  | LivRe! | Diadorim | Latindex | DOAJ