O CENÁRIO DE GUERRA NA TRAGÉDIA EURIPIDIANA

Autores

  • Nuno Simões Rodrigues Doutor em História da Antiguidade Clássica pela Universidade de Lisboa, onde atualmente é professor auxiliar, investigador responsável pela linha de História Antiga e Memória Global do Centro de História e membro da linha de Estudos Gregos do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos.

Palavras-chave:

Eurípides, guerra, tragédia grega, Atenas, século V a.C.

Resumo

Um número significativo de tragédias escritas por Eurípides tem como cenário a guerra. Apesar de os temas abordados pelo poeta serem essencialmente mítico‑atemporais, parece-nos evidente que os tempos bélicos que Eurípides viveu, dominados pela Guerra do Peloponeso, não foram estranhos às suas escolhas enquanto autor, assim como aos cenários que concebeu para os seus dramas. Este estudo pretende analisar essa problemática, tentando estabelecer a relação entre a vivência sociopolítica do poeta com a forma como ele concebeu a sua arte narrativa e enquadrou algumas das suas tragédias.

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

RODRIGUES, Nuno Simões. O CENÁRIO DE GUERRA NA TRAGÉDIA EURIPIDIANA. PHOÎNIX, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 64–75, 2020. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/36462. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos