CÔMODO E A DIFÍCIL TAREFA DE SUBSTITUIR MARCO AURÉLIO: PODER E LEGITIMIDADE

Autores

  • Ana Teresa Marques Gonçalves Professora associada de História Antiga e Medieval na UFG. Doutora em História pela USP. Bolsista Produtividade do CNPq.

Palavras-chave:

Império Romano, poder, Cômodo, Marco Aurélio, sucessão.

Resumo

A partir de uma análise das obras História do Império Romano Após Marco Aurélio de Herodiano e História Romana de Dion Cássio, propomo-nos a analisar a forma como estes dois autores apresentaram o governo de Cômodo. No Império Romano, cada soberano que ascendia ao poder era obrigado a refazer os pactos provinciais, as relações de patronato e amicitia com as ordens senatorial e equestre, com os homens em armas e com os membros da plebe. Cada imperador tinha que restabelecer a ordem, garantir a abundância e conquistar autoridade. Mesmo os que sucederam soberanos considerados bons imperadores, como Marco Aurélio, tiveram que reorganizar suas alianças políticas para poderem governar. Pretendemos demonstrar isso analisando o governo de Cômodo, filho e herdeiro de Marco.

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

GONÇALVES, Ana Teresa Marques. CÔMODO E A DIFÍCIL TAREFA DE SUBSTITUIR MARCO AURÉLIO: PODER E LEGITIMIDADE. PHOÎNIX, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 112–133, 2020. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/36468. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>