Violência como categoria de acusação nos discursos de torcedores de futebol no Rio de Janeiro

Martin Curi

Resumo


Torcedores de futebol se tornaram um objeto de interesse das Ciências
Sociais, sobretudo, por causa de fenômenos de violência ocorridos durante alguns jogos de futebol. O presente artigo resume os resultados de uma etnografia feita no estádio Engenhão, junto à torcida do Botafogo, no Rio de Janeiro. A partir de observações foi possível perceber que os torcedores fazem uso das categorias “emoçãog e “conforto” para definir seu lugar no estádio e na torcida. Além disso, foi possível observar a categoria de acusação “violência” usada para se distanciar discursivamente de certos grupos pertencentes à própria torcida. O trabalho propõe uma análise
dos discursos dos torcedores e as disputas pelos espaços nos estádios.


Palavras-chave


torcedores; futebol; violência; disputa; discurso

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Policromias - Revista de Estudos do Discurso, Imagem e Som

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Policromias é a publicação do LABEDIS - Laboratório de Estudos do Discurso, Imagem e Som, coordenado pela Profa. Dra. Tania Conceição Clemente de Souza e vinculado ao Museu Nacional (UFRJ).

              

 

 

 

 


Licença Creative Commons

A Policromias utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.