Ivete do Rio São Francisco ao Rio de Janeiro: pertencimento e projeções identitárias na comissão de frente da escola de samba "Grande Rio 2017"

Tiago José Freitas Batista, Nair Ferreira Gurgel do Amaral

Resumo


Este artigo apresenta e classifica um entrelaçamento linguístico entre
discursividade, identidade e pertencimento na comissão de frente da Escola de Samba "Acadêmicos do Grande Rio”, no Carnaval de 2017, que prestou homenagem à cantora baiana Ivete Sangalo. Abordaremos, através do imagético artístico da comissão, os componentes visuais: cenários, fantasias, artístico e cena poética que possibilitam um diálogo discursivo do samba-enredo, composição teatro-cenográfica dos membros que enaltecem uma inscrição identitária da mulher sertaneja
da beira do rio que é consagrada aos palcos do mundo. Para tal análise, serão explorados os discursos produzidos em todos os elementos rítmicos e artísticos configurados durante a execução coreográfica dos sujeitos componentes. As investigações dos fenômenos apontam uma relação afinada, de modo sublime e operante como uma das multilinguagens que o Carnaval pode oferecer.


Palavras-chave


discursividade; identidade; comissão de frente; carnaval; Ivete Sangalo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Policromias - Revista de Estudos do Discurso, Imagem e Som

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Policromias é a publicação do LABEDIS - Laboratório de Estudos do Discurso, Imagem e Som, coordenado pela Profa. Dra. Tania Conceição Clemente de Souza e vinculado ao Museu Nacional (UFRJ).

              

 

 

 

 


Licença Creative Commons

A Policromias utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.