Os Sentidos da Guerra na Síria e as Condições de Produção de uma Imagem

Abraão Janderson dos Santos Amaral, Maraisa Lopes, Dastur Costa Campos, Kerleiane de Sousa Oliveira

Resumo


O presente artigo analisou como se constituem as condições de produção da imagem de Aya, retirada da reportagem do Channel 4 News e republicada em outros veículos midiáticos. Para tanto, foi utilizado o aparato teórico-metodológico da Análise de Discurso materialista, adotando-se uma abordagem qualitativa em relação ao objeto. Em análises, observou-se parte do construto discursivo relacionado à Guerra na Síria, em que instituições midiáticas, textos e outros conteúdos contribuem para pôr em circulação as evidências do horror da guerra, através da desconstrução da posição-sujeito e da retirada do estatuto infantil e puro da criança, deslocando-o para o lugar de frieza.


Palavras-chave


Síria; Guerra; Discurso; Condições de Produção

Texto completo:

PDF

Referências


BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

BITTENCOURT, L. A. Algumas considerações sobre o uso da imagem fotográfica na pesquisa antropológica. In:________. Desafios da imagem: fotografia, iconografia e vídeo nas ciências sociais. Campinas: Papirus, 1998. 197-211.

CHANNEL 4 news. The last hospital in rebel-held Aleppo. Disponível em: . Acesso em 17 de janeiro de 2018.

HAJJAR, Babel. Para ler a guerra na Síria: a construção do consenso na cobertura da mídia global. 2016. 135f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

MARIANI, Bethania Sampaio Corrêa. Imprensa, produção de sentidos e ética. In: RIBEIRO, Ana Paula; FERREIRA, Lucia Maria (orgs.). Mídia e memória: a produção e sentidos nos meios de comunicação. Rio Branco: Mauad, 2007. p. 199-217.

MARTINS, J. S. A fotografia e a vida cotidiana: ocultações e revelações. In:______. Sociologia da fotografia e da imagem. São Paulo: Contexto, 2008, pp. 33-62.

BANDEIRA, Moniz. A segunda guerra fria: geopolítica e dimensão estratégica dos Estados Unidos – das rebeliões na Eurásia à África do Norte e ao Oriente Médio [recurso eletrônico]. 1. Ed. Rio de Janeiro, RJ: Record, 2013.

ORLANDI, E. P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 5 ed. Campinas: Pontes, 2003.

ORLANDI, E. P. Discurso e Texto. 2. Ed. Campinas, SP: Pontes, 2005.

ORLANDI, E. P.; LAGAZZI-RODRIGUES, S. (orgs.). Introdução às ciências da linguagem: discurso e textualidade. Campinas, SP: Pontes, 2006.

PÊCHEUX, Michel. Análise Automática do Discurso. In: GADET, Françoise & HAK, Tony (orgs.). Por uma Análise Automática do Discurso: uma Introdução à Obra de Michel Pêcheux. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2014a.

________; FUCHS, Catherine. A propósito da Análise Automática do Discurso: atualização e perspectivas (1975). In: GADET, Françoise; HAK, Tony. Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. 5. ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2014. p. 159-250.

PÊCHEUX, Michel. Papel da memória. In: ACHARD, Pierre, ... et al. Papel da Memória. Campinas, SP: Pontes, 2015a.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 5. ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2014b.

PÊCHEUX, Michel. Discurso: estrutura ou acontecimento. 7. ed. Campinas, SP: Pontes, 2015b.

SAID, Edward W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Trad. Tomás Rosa Bueno. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

SANTOS, B. S. Para uma sociologia das ausências e das emergências. Revista Crítica de Ciências Sociais, n. 63, p. 237-280.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Policromias - Revista de Estudos do Discurso, Imagem e Som

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Policromias é a publicação do LABEDIS - Laboratório de Estudos do Discurso, Imagem e Som, coordenado pela Profa. Dra. Tania Conceição Clemente de Souza e vinculado ao Museu Nacional (UFRJ).

              

 

 

 

 


Licença Creative Commons

A Policromias utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.