Qualidade e relevância da produção científica nas ciências da saúde: práticas de citação na área de Pneumollogia Parte II

Maria de Fátima Borges Gonçalves, Vania Lisboa da Silveira Guedes, José Roberto Lapa e Silva

Resumo


O presente artigo é continuação do artigo publicado em 2018 na Revista Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia, v.3, n.1, p.226-232 e revela os resultados finais da pesquisa de doutorado em Clínica Médica da Universidade Federal do Rio de Janeiro com o mesmo título. Pesquisadores, através de sua produção científica são constantemente avaliados no que diz respeito à qualidade e à relevância do seu trabalho e a contagem de citação revela-se como uma das métricas mais frequentemente utilizadas para esse fim. Publicações e citações são sem dúvida componentes importantes para medir o desempenho das pesquisas científicas, no entanto, discussões recentes remetem à necessidade de uma avaliação mais ampla em busca de uma compreensão maior entre as métricas frequentemente utilizadas e a percepção dos próprios cientistas e de seus pares sobre o que seja qualidade, relevância e impacto do trabalho científico. A pesquisa insere-se no contexto dos estudos cientométricos e aplica a metodologia proposta por Ahmed e outros (2004), que evidencia as razões de citação a 22 artigos indicados por 12 pesquisadores da área de Pneumologia, de sua autoria, considerados por eles como os de maior qualidade e de maior relevância, através de análise de conteúdo.Foram analisados 219artigos citantes. Os resultados revelam que 57,6% das citações foram motivadas pela categoria A; razões históricas, prestação de homenagem aos pioneiros, trabalhos anteriores, mesma concepção do assunto. 21,5% das citações foram motivadas pela categoria B; descrição de outro trabalho relevante, discussão de detalhes ou partes dos resultados, explicações de como a teoria deve ser usada. 11,8% foram motivadas pela categoria C; uso específico de informação contida no artigo citado. 3,5% das citações na categoria D; uso de dados para comparação de objetivos. 4,9% das citações foram motivadas pela categoria F; uso de métodos práticos ou teóricos para resolver problemas e 0,7% foram motivadas pela categoria G; crítica ao trabalho citado. A pesquisa pretendeu não apenas revelar as motivações para o ato de citar, mas contribuir para o uso mais adequado da variável citação como uma das ferramentas de avaliação da pesquisa na área de Pneumologia.


Palavras-chave


Análise de Citação; Cientometria; Pneumologia; Avaliação da Ciência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.47681/rca.v4i1.25492

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Conhecimento em Ação




ISSN: 2525-7935

Bases de Dados e Diretórios
 
Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação  Latindex Perfil da Revista Conhecimento em Ação no Google Acadêmico