Aspectos epistemológicos da Ciência da Informação: a transcendência da Teoria Crítica de Habermas e os paradigmas da Ciência da Informação

Jetur Lima de Castro, Luiz Eduardo Ferreira da Silva

Resumo


A pesquisa visa compreender os paradigmas da CI a através da teoria crítica de Habermas, buscando através dos indícios interpretativos encontrar as pistas para as incertezas epistemológicas desses paradigmas a partir de um olhar histórico-hermenêutico. O objetivo é analisar criticamente os paradigmas da CI, visto que esses paradigmas são uma herança positivista das ciências empíricas, sobretudo da teoria matemática da comunicação, sendo uma veia em seu núcleo deixando entorpecida a CI pela objetividade. No percurso metodológico abordamos a investigação teórica, com auxílio da hermenêutica com base bibliográfica. Os resultados mostram que pode ser empregado dentro dos paradigmas da informação os estudos emancipatórios através de uma ação comunicativa. Por fim, devemos pensar nos terrenos tomados como verdade na CI na Biblioteconomia de modo a pensar em uma reforma necessária para reconstruir os paradigmas dirimidos da CI. 


Palavras-chave


Epistemologia. Paradigmas. Teoria Crítica. Ciência da Informação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

ISSN: 2525-7935