Bibliotecários e fake news: análise de publicações nacionais

Livia de Oliveira Lima Cavalcanti de Araujo, Michely Jabala Mamede Vogel

Resumo


Fake News são notícias que, apesar de todas as características de verdadeiras, trazem dados falsos ou manipulados, visando atender a objetivos de determinado grupo. Foram importante arma de guerra política, e ganharam destaque principalmente após as eleições norte-americanas de 2016, onde houve um intenso fluxo de disseminação de informações falsas sobre candidatos à presidência daquele país. No Brasil, durante as eleições presidenciais de 2018, essas notícias tiveram o mesmo objetivo que nos Estados Unidos. Isso foi possível, especialmente, com as redes sociais que foram as principais plataformas usadas para disseminar essas informações. O objetivo deste trabalho foi analisar as Fake News e como os bibliotecários têm lidado com esse fenômeno e suas consequências. Foram analisados os conceitos de pós-verdade, desinformação, bolhas informacionais e fact-checking. Como metodologia, foi feita uma revisão de literatura, auxiliada por um estudo bibliométrico nas bases de dados. Foram encontrados 45 trabalhos: a maioria era artigos, a área mais que mais publica além da Ciência da Informação é a Comunicação, as palavras-chave mais citadas, além de fake news é Desinformação e Pós-verdade.  Conclui-se que o tema ainda está começando a ser estudo academicamente, e que é preciso que os bibliotecários, bem como estudantes de Biblioteconomia e as Instituições Biblioteconômicas estejam atentos a esse movimento, busquem entendê-lo e formulem diretrizes mais eficazes no combate das fake news.

Palavras-chave


Fake news; Pós-verdade; Desinformação; Fact-checking; Bibliotecários

Texto completo:

PDF EPUB HTML


DOI: https://doi.org/10.47681/rca.v6i1.33684

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

ISSN: 2525-7935

Bases de Dados e Diretórios