Diagnóstico do Arquivo Judicial do Fórum Desembargador Júlio Aurélio Moreira Coutinho em Cabedelo - PB

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47681/rca.v8i2.61205

Palavras-chave:

Diagnóstico de arquivo, Gestão de unidade de informação, Arquivo judicial

Resumo

Introdução: Trata-se do diagnóstico do Arquivo Judicial do Fórum Desembargador Júlio Aurélio Moreira Coutinho na cidade de Cabedelo-PB, identificando as reais necessidades encontradas e sugerindo melhorias para ao acervo, referente às atividades arquivísticas. Destaca-se as noções conceituais do diagnóstico arquivístico institucional, como ferramenta na solução de problemas existentes, resultando, assim, na adoção de medidas e numa eficiente gestão documental. Método: A pesquisa possui caráter exploratória, sendo realizada através de levantamento bibliográfico, partindo acerca do diagnóstico arquivístico e das contribuições dadas por autores importantes na área da arquivologia. Os instrumentos de coleta de dados utilizados na elaboração do diagnóstico foram: (1) a observação participante, considerando que o setor estudado foi o local de estágio não obrigatório, durante o período de dois anos, entre março de 2020 e fevereiro de 2022; (2) o diário de bordo, documento de pesquisa de caráter pessoal em que ocorreu o registro dos fatos transcorridos no arquivo-estágio, anotando as percepções obtidas na observação participante e (3) registros fotográficos que apresentam alguns elementos do arquivo. Resultados: São necessárias a realização das reformas e ampliações nos ambientes onde estão armazenadas toda a documentação institucional, a elaboração e a aplicação de projetos arquivisticos. Conclusão: A responsabilidade das atividades do arquivo e da documentação deve ser exercida por arquivista concursado, sendo este o referencial de qualidade em sua estrutura e serviços.

Biografia do Autor

Áquila da Silva Santos, Graduado em Arquivologia pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

Graduado em Arquivologia pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

Manuela Eugênio Maia, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

Doutora em Ciência da Informação (2018), mestra em Educação (2004) e graduada em Pedagogia (1999) e em Biblioteconomia (2005) pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Professora assistente (desde 2007) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) no curso de Arquivologia. Desde 2013, é Editora Coordenadora da Revista Analisando em Ciência da Informação (RACIn), E-ISSN: 2317-9708.

Referências

BRASIL, 1978. Lei nº 6.546, de 04 de julho de 1978. Dispõe sobre a regulamentação das profissões de Arquivista e de Técnico de Arquivo, e dá outras providências. Brasília, DF: Planalto, 1978. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/1970-1979/l6546.htm. Acesso em: 01 set. 2023.

CAMARGO, Ana Maria de Almeida; BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Dicionário de terminologia arquivística. São Paulo: Associação dos Arquivistas Brasileiros - Núcleo Regional de São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura, 1996.

CAMPOS, Ana Maria Varela Cascardo et al. Metodologia para diagnóstico de arquivos correntes em organismos da administração pública federal. Arquivo & Administração, v. 10-14, n. 2, p. 14-23, 1986.

CAMPOS, Larissa Marques Martins. Diagnóstico de arquivo: ensaio para a criação de um conceito. 2019. Dissertação (Mestrado em ciência da informação) – Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2019.

CORROCHANO. Moneda. Mercedes de la. El archivo de empresa: un concepto integrado. In: RUIZ RODRÍGUEZ, Antonio Ángel (Ed.) Manual de Archivística. Madrid: Síntesis, 1995.

CORNELSEN, Julce Mary; NELLI, V. J. Gestão integrada da informação arquivística: o diagnóstico de arquivos. Arquivística.net , v. 2, p. 70-87, 2006.

EVANS, Frank B.; KETELAAR, Eric. Guía para la encuesta sobre los sistemas y servicios de la gestión de documentos y la administración de archivos: un estudio del RAMP. Programa General de Información y UNISIST. Paris: UNESCO, 1983.

FERNANDES, Jessica do Nascimento. Arquivo ideal: proposta do plano de prevenção contra incêndio no arquivo do fórum da comarca de Cabedelo-PB. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Arquivologia) – ¬Universidade Estadual da Paraíba, João Pessoa, 2019.

FERREIRA, Lucienne da Costa; MELO, Denise Gomes Pereira. Diagnóstico de arquivos: instrumento de ação efetiva na gestão documental. In: FÓRUM INTERNACIONAL DE ARQUIVOLOGIA, 1., 2008. Anais [...]. Universidade Estadual da Paraíba: João Pessoa, 2008.

GODOY, Arilda S. Pesquisa qualitativa tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas: São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, maio/jun. 1995.

LOPES, Luís Carlos. A informação e os arquivos: teorias e práticas. São Carlos: EDUFSCAR, 1996.

LOPES, Luís Carlos. A nova arquivística na modernização arquivística. 2. ed. Brasília, DF: Projeto Editorial, 2009.

NELLI, Victor José. Análise de diagnósticos: um estudo de propostas das áreas de Arquivística, Administração e Relações Públicas. 2004. Relatório final (Graduação em Arquivologia) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2004.

PAES, Marilena Leite. Arquivo: teoria e prática. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

PARAÍBA, Tribunal de Justiça da. História do Tribunal de Justiça da Paraíba. João Pessoa: TJ, 2022. Disponível em: https://www.tjpb.jus.br/institucional/historico-do-tribunal/primeira-fase. Acesso em: 01 set. 2023.

PARAÍBA, Tribunal de Justiça da. Missão Visão e Atributos. João Pessoa: TJ, 2022. Disponível em: https://www.tjpb.jus.br/institucional/missao. Acesso em: 01 out. 2022.

PARAÍBA, Tribunal de Justiça da. Organograma. João Pessoa: TJ, 2022. Disponível em: https://www.tjpb.jus.br/institucional/organograma. Acesso em: 01 set. 2023.

PARAÍBA, Tribunal de Justiça da. Organização Judiciária. João Pessoa: TJ, 2022. Disponível em: https://www.tjpb.jus.br/institucional/organizacao-judiciaria. Acesso em: 01 set. 2023.

PARAÍBA, Tribunal de Justiça da. Lista das comarcas. João Pessoa: TJ, 2022. Disponível em: https://www.tjpb.jus.br/comarcas/lista. Acesso em: 01 set. 2023.

RODRIGUES, Ana Célia. Diplomática contemporânea como fundamento metodológico da identificação de tipologia documental em arquivos. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2008.

RODRIGUES, George Melo. Arquivologia coleções tribunais. 3. ed. Salvador: Juspodvim, 2014.

ROSSEAU, Jean-Yves; COUTURE, Carol. O lugar da Arquivística na gestão da informação: os fundamentos da disciplina Arquivística. Lisboa: Dom Quixote, 1998.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2017.

SILVA, Denny Pablo Magno da. Diagnóstico do arquivo do Conselho Regional de Odontologia da Paraíba-CRO-PB: relatório da situação atual e recomendações. 2013. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em arquivologia) – Universidade Estadual da Paraíba, João Pessoa, 2013.

Publicado

18-01-2024

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa