Propriedade intelectual, estratégias empresariais e mecanismos de apropriação econômica do esforço de inovação no mercado brasileiro de sementes

Sergio Medeiros Paulino de Carvalho, Lavínia Davis Rangel Pessanha

Resumo


O artigo discute a apropriação econômica do esforço de inovação no mercado brasileiro de sementes dentro de uma perspectiva teórica de cunho neoschumpeteriano. Para tanto, é feito um relato histórico da conformação dos mecanismos de apropriação, levando em conta a especificidade decorrente das novas possibilidades abertas pela biotecnologia. A utilização combinada de mecanismos jurídicos com estratégias empresariais visando à apropriação da inovação pelas empresas no mercado de sementes é analisada a partir do marco conceitual explicitado acima. Essa análise crítica é aplicada ao mercado de sementes do Brasil dentro de um exercício prospectivo dos impactos das Leis de Proteção de Cultivares e de Propriedade Industrial aprovadas no final dos anos 90. Esse exercício traduz-se em recomendações de política pública setorial, cabendo destacar a necessidade de regulação do mercado de sementes, seja de forma direta, seja através de políticas tecnológicas, o que reforça a necessidade de uma ação mais idiossincrática por parte das instituições públicas de pesquisa, em particular a Embrapa.

Palavras-chave


direitos de propriedade intelectual, mercado brasileiro de sementes, biotecnologia, inovação, indústria sementeira

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Sergio Medeiros Paulino de Carvalho, Lavínia Davis Rangel Pessanha

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
Fax: 55 21 2541-8148
e-mail: rec@ie.ufrj.br