A ECONOMIA BRASILEIRA NO NOVO MILÊNIO: CONTINUIDADE E MUDANÇAS NAS ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO

Carlos Aguiar de Medeiros

Resumo


Este texto disputa a proposição de que a crise atual da economia brasileira resultou do desenvolvimentismo que teria sido adotado na segunda metade da década do novo milênio. Com base em experiência nacionais do pós-guerra e nas transformações internacionais contemporâneas, argumenta-se que as estratégias desenvolvimentistas basearam-se num tripé formado por uma macroeconomia expansiva, por uma ativa política industrial e pela proteção da indústria nacional; com o neoliberalismo dos anos 1990 esse tripé foi desmontado na economia brasileira e após algumas iniciativas dos Governostomadas na primeira década visando à sua recomposição parcial, essa estratégia foi novamente desmontada na segunda década.


Palavras-chave


desenvolvimentismo; política econômica; investimento público; política industrial

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Carlos Aguiar de Medeiros

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
Fax: 55 21 2541-8148
e-mail: rec@ie.ufrj.br