Elaboração de instrumento padronizado para o teste de materiais termoplásticos para órteses/Elaboration of standard instrument for the test of thermoplastic materials for orthoses

Luciana Bolzan Agnelli Martinez, Valéria Meirelles Carril Elui, Rodrigo Andrade Martinez, José Augusto Marcondes Agnelli

Resumo


As órteses para os membros superiores devem ser confeccionadas sob medida e se faz necessária uma boa seleção do material. Os termoplásticos de baixa temperatura são os mais utilizados atualmente e suas propriedades devem ser conhecidas e mensuradas adequadamente pelos profissionais da área. O presente estudo teve por objetivo elaborar um protocolo para avaliar, de forma padronizada, algumas propriedades dos materiais termoplásticos de baixa temperatura necessárias na prática clínica. Trata-se de um estudo exploratório, pois envolveu a criação de um instrumento de avaliação, visando a descoberta e o achado. Para que os materiais possam ser avaliados de forma padronizada, possibilitando a comparação e replicação, foi elaborado um instrumento específico para isso, denominado “Manuseio Padronizado de Materiais Termoplásticos para Órteses”. Resultados: O instrumento contém cinco propriedades a serem avaliadas: Temperatura de Trabalho, Moldabilidade, Memória, Auto-aderência e Rigidez. O protocolo fornece, para cada um dos itens, a definição técnica, considerações relativas à aplicação na confecção de órteses e a descrição dos testes. Discussão: Na prática clínica as propriedades dos materiais geralmente são verificadas pela percepção do profissional que o manipula. Testes padronizados, como os propostos no presente estudo, são importantes para uma análise precisa dos materiais. Conclusão: Os testes criados para mensurar moldabilidade, memória e auto aderência representam um avanço para a análise e comparação entre materiais existentes no mercado. O instrumento elaborado poderá ser utilizado por profissionais da prática clínica e por pesquisadores que pretendem investigar materiais termoplásticos para essa finalidade.

 

Abstract

 

The orthoses for the upper limbs must be tailor-made and a good selection of the material is required. Low temperature thermoplastics are the most widely used today and their properties should be known and properly measured by professionals in the field. This study aimed to develop a protocol to evaluate, in a standardized way, some properties of low temperature thermoplastic materials required in clinical practice. This is an exploratory study, since it involved the creation of an evaluation instrument, aiming at the discovery and the finding. In order to be able to evaluate the materials in a standardized way, allowing for comparison and replication, a specific instrument for this has been developed, called "Standardized Handling of Thermoplastic Materials for Orthotics". The instrument contains five properties to be evaluated: Working Temperature, Moldability, Memory, Self-adhesion and Rigidity. The protocol provides, for each of the items, the technical definition, considerations regarding the application in the preparation of orthoses and the description of the tests. In clinical practice, the properties of materials are usually verified by the perception of the professional who manipulates them. Standardized tests, such as those proposed in the present study, are important for an accurate analysis of materials. The tests created to measure moldability, memory and self-adhesion represent an advance for the analysis and comparison of existing materials in the market. The instrument can be used by professionals of clinical practice and by researchers who intend to investigate thermoplastic materials for this purpose.

Keywords: Orthotic Devices, Materials Testing, Rehabilitation, Polymers

Resumen

 

Las órtesis para los miembros superiores deben ser confeccionadas a medida y se hace necesaria una buena selección del material. Los termoplásticos de baja temperatura son los más utilizados actualmente y sus propiedades deben ser conocidas y mensuradas adecuadamente por los profesionales del área. El presente estudio tuvo por objetivo elaborar un protocolo para evaluar, de forma estandarizada, algunas propiedades de los materiales termoplásticos de baja temperatura necesarias en la práctica clínica. Se trata de un estudio exploratorio, pues involucró la creación de un instrumento de evaluación, buscando el descubrimiento y el hallazgo. Para que los materiales puedan ser evaluados de forma estandarizada, posibilitando la comparación y replicación, se elaboró un instrumento específico para ello, denominado "Manejo estandarizado de Materiales Termoplásticos para Ortesis". El instrumento contiene cinco propiedades a ser evaluadas: Temperatura de trabajo, Moldabilidad, Memoria, Auto-adherencia y Rigidez. El protocolo proporciona, para cada uno de los elementos, la definición técnica, consideraciones relativas a la aplicación en la confección de órtesis y la descripción de las pruebas. En la práctica clínica las propiedades de los materiales generalmente son verificadas por la percepción del profesional que lo manipula. Las pruebas estandarizadas, como las propuestas en el presente estudio, son importantes para un análisis preciso de los materiales. Las pruebas creadas para medir la calidad, la memoria y la auto adherencia representan un avance para el análisis y la comparación entre los materiales existentes en el mercado. El instrumento elaborado podrá ser utilizado por profesionales de la práctica clínica y por investigadores que pretenden investigar materiales termoplásticos para esa finalidad.

Palavras clave: Aparatos ortopédicos, Ensayo de Materiales, Rehabilitación, Polímeros.


Palavras-chave


Aparelhos ortopédicos; Teste de materiais; Reabilitação; Polímeros

Texto completo:

PDF

Referências


Callinan N. Confecção de órteses para a mão. Capítulo 15 (351-370) in Trombly, C. A, Radomski, M. V. Terapia Ocupacional para disfunções físicas Livraria Santos Editora Ltda: São Paulo, 2005

Rodrigues AVN, Cavalcante A, Galvão C. Órtese e Prótese. Capítulo 46 in Cavalcanti A, Galvão C. Terapia Ocupacional: Fundamentação e prática Guanabara Koogan: Rio de Janeiro, 2007

Assumpção TS. Órteses Princípios Básicos Capítulo 34, in FREITAS, P. P. Reabilitação da Mão, Editora Atheneu: São Paulo, 2005

Melvin JL. Tratamento ortótico da mão - quais são as novidades? A folha médica, v.111 (2), 217-20, 1995

Sauron FN. Órteses para membros superiores capítulo 16 in Teixeira E, Sauron FN, Santos LSB, Oliveira MC. Terapia Ocupacional na Reabilitação Física, Editora Roca Ltda: São Paulo, 2003

Agnelli LB, Toyoda CY. Estudo dos materiais para a confecção de órteses e sua utilização prática por terapeutas ocupacionais no Brasil, Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar, Suprema Gráfica e Editoda Ltda: São Carlos, 11 (2), Jul-Dez, 2003

Meng Q, Hu J, Zhu Y. Properties of shape memory polyurethane used as a low-temperature thermoplastic biomedical orthotic material: influence of hard segment content. J. Biomater. Sci. Polymer Edn, 19 (11), 2008

Politec Saúde- Importação e Comércio Ltda. São Paulo, disponível em http://www.politecsaude.com.br/ acessado em 02/07/2017

MN Importação, Exportação e Comércio de Suprimentos Terapêuticos e de Reabilitação Ltda, São Paulo, disponível em http://www.mnsuprimentos.com.br/menu/?p=74, acesso em 02/07/2017

Canelón MF. Material properties: a factor in the selection and application of splinting materials for athletic wrist and hand injuries. J Orthop Sports Phys Ther, 22 (4), Oct-Dec, 1995.

Gonçalves HA. Manual de Metodologia da Pesquisa Científica. Editora: Avercamp, 2014.168p.

Andrade CT, Coutinho FMB, Dias ML, Lucas EF, Oliveira CMF, Tabak D. Dicionário de Polímeros. Rio de Janeiro, Editora Interciência Ltda., 2001. 256p.

Canevarolo SV. Ciência dos Polímeros: um texto básico para tecnólogos e engenheiros. 3ed. São Paulo, Artliber Editora Ltda, 2010. 280p.

Mano EB. Polímeros como Materiais de Engenharia. Ed. São Paulo, Editora Edgard Blücher Ltda.,1991

Mano EB, Mendes LC. Introdução a Polímeros. 2ed. Ed. São Paulo, Editora Edgard Blücher Ltda.,1999.191p.

Bretas RES, D'ávila MA. Reologia de polímeros fundidos. 2ed. São Carlos, EdUFSCar - Editora da Universidade Federal de São Carlos, 2005. 257p.

Canevarolo SV (editor). Técnicas de Caracterização de Polímeros. São Paulo, Artliber Editora Ltda, 2004. 446p.

Breger-Lee DE, Buford Junior WL. Properties of thermoplastic splinting materials. J. Hand Ther, Oct-Dec, 1992

Agnelli LB, Toyoda CY, Ferrigno ISV. Características térmicas e mecânicas de termoplásticos de baixa temperatura utilizados na confecção de órteses. 2010. 90f.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

      

       

    Resultado de imagem para REDIB